As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
«CPLP anda ao ritmo imposto pelos Estados membros»
- 8-May-2005 - 19:57


O secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luís Fonseca, admitiu em Luanda que a organização ainda tem um "longo caminho" a percorrer, frisando que os avanços resultam do ritmo pretendido pelos Estados membros.


"A CPLP está marchar ao ritmo que os Estados membros imprimem. Nós acreditamos que já se fez muito, mas que ainda há um longo caminho a percorrer", salientou Luís Fonseca, em declarações aos jornalistas no Aeroporto de Luanda.

Para o secretário executivo da CPLP, que se desloca pela primeira vez a Angola desde que assumiu o cargo, em Julho de 2004, os "grandes progressos" da organização lusófona referem-se à concertação política e diplomática e à cooperação entre os Estados membros.

Nesse sentido, recordou a recente realização em Lisboa de um encontro sobre cooperação, que aprovou vários projectos para os países lusófonos, especialmente na área da defesa e promoção da língua portuguesa.

"Com a revitalização do Instituto Internacional de Língua Portuguesa, espero que venham a ser dados passos significativos em direcção à consolidação da posição da língua portuguesa", afirmou.

Relativamente à visita que hoje inicia a Angola, Luís Fonseca frisou que ela visa permitir um contacto com as autoridades angolanas para analisar questões relacionadas com a CPLP.

"Angola é um membro da CPLP bastante activo e esta é uma visita para contactar com as autoridades angolanas, de modo a reforçar o papel que este país tem na organização", afirmou.

Luís Fonseca admitiu ainda que a preparação do Conselho de Ministros da CPLP que se realiza em Julho, em Luanda, é um dos principais temas da agenda de contactos, até porque esta reunião é "o acontecimento mais importante da organização este ano".

A reunião dos ministros da Cultura, que se realiza na capital angolana no final da próxima semana, e a realização dos Jogos Desportivos da CPLP, marcados para Agosto, em Luanda, são outros dos temas a tratar nesta visita.

Durante a sua visita a Angola, Luís Fonseca vai também analisar a situação do Conselho Económico e Empresarial da CPLP, criado em 2004 e actualmente presidido pela angolana Albina Assis.

O secretário executivo da CPLP defendeu a necessidade de dar uma "nova dinâmica" a este organismo, mas frisou que "é preciso dar tempo ao tempo", recordando que o conselho apenas tem um ano de actividade.

"Pelos resultados obtidos até agora, acredito que a dimensão económica só poderá reforçar-se com o tempo. Esta é uma instância que tem menos de um ano e há que dar tempo ao tempo".

Luís Fonseca vai depositar domingo uma coroa de flores junto à estátua de Agostinho Neto, numa homenagem ao primeiro presidente angolano, iniciando segunda-feira a ronda de contactos com as autoridades de Luanda.

O secretário executivo da CPLP vai encontrar-se com o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, com vários membros do governo e com o presidente do Tribunal Supremo, Cristiano André.

Um encontro com organizações não governamentais que trabalham na área da luta contra a SIDA consta também da agenda desta visita.

Luís Fonseca, que assumiu o cargo de secretário executivo da CPLP em Julho de 2004, nasceu em 1944 na Ponta do Sol, Santo Antão, no arquipélago de Cabo Verde.

Diplomata de carreira há 18 anos, já foi embaixador de Cabo Verde na Rússia, Áustria e Holanda.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem