As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Angola, Cabo Verde e Portugal promovem projecto de 210 milhões de euros
- 20-May-2005 - 20:10


A construção de um dos maiores empreendimentos imobiliários realizados em Cabo Verde, um investimento de 210 milhões de euros de empresários cabo- verdianos, angolanos e portugueses, arrancou hoje na cidade da Praia.


O Complexo Atlântico, composto por um centro comercial, pela sede da Caixa Económica (o segundo maior banco do arquipélago, de capitais portugueses) e por dois edifícios de habitações de luxo, localiza-se no perímetro do futuro Distrito Financeiro de Cabo Verde, e deverá estar concluído em 48 meses.

A área total do terreno onde será edificado o complexo é de cerca de 10 mil metros quadrados e a área construída de quase 30 mil metros quadrados.

Os dois blocos habitacionais compreenderão 13 apartamentos do tipo duplex, 42 habitações T3 e 20 espaços comerciais.

O grande centro comercial do projecto terá uma área de seis mil metros quadrados e inclui, também, 28 apartamentos, enquanto as futuras instalações da Caixa Económica de Cabo Verde constituirão uma unidade autónoma com todas as condições para albergar uma instituição bancária.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Sociedade de Gestão de Investimentos (SOGEI), promotora do empreendimento, a concretização do projecto é uma "prova inequívoca" de que a banca cabo-verdiana "funciona e apoia" as iniciativas empresariais.

Jorge Spencer Lima referiu, nessa óptica, o envolvimento do Banco Interatlântico, pertencente ao grupo português Caixa Geral de Depósitos, que vai financiar um dos edifícios habitacionais num montante aproximado de 1.56 milhões de euros.

O segundo bloco de apartamentos terá financiamento parcial da Sonangol-Cabo Verde, propriedade da empresa petrolífera angolana, que vai investir cerca de 2,35 milhões de euros, o que é considerado, por aquele responsável, como mais um "exemplo efectivo" da "cooperação empresarial entre os dois países.

O lançamento da primeira pedra e a apresentação do projecto aconteceram hoje, numa cerimónia presidida pelo primeiro- ministro, para quem se está perante "uma iniciativa, de grande alcance" que constitui um exemplo de confiança no futuro do país.

José Maria Neves aproveitou para destacar, nas vésperas do trigésimo aniversário da independência de Cabo Verde, o percurso seguido e o "grande prestígio" construído pelo arquipélago que, na sua opinião, posiciona-se como um "destino privilegiado de investimentos".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem