As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Governo de Cabo Verde quer aumentar cooperação na área da defesa
- 31-May-2005 - 15:58


O governo de Cabo Verde pretende reforçar a cooperação com Angola no domínio da defesa para combater as "vulnerabilidades" de segurança existentes no arquipélago, afirmou hoje, em Luanda, o ministro da Defesa cabo-verdiano, Armindo Cipriano Maurício.


"Temos vulnerabilidades fortes em Cabo Verde ao nível da segurança. Temos ameaças graves, que são as mesmas que afectam toda a humanidade, e uma delas é o terrorismo", frisou o ministro cabo- verdiano no discurso que proferiu na cerimónia de abertura das conversações bilaterais.

"Angola faz parte da nossa estratégia da segurança nacional, além de também integrar a estratégia de desenvolvimento económico, pelo que contamos que o governo angolano continue a manter e reforçar essa ponte", acrescentou.

Na sua intervenção, Armindo Maurício salientou a importância da cooperação com Angola, frisando que "essa parceria enquadra-se noutras de carácter multilateral e regional, através das quais será possível fazer muito mais e melhor para a paz e o desenvolvimento".

Na perspectiva do ministro da Defesa de Cabo Verde, que chegou segunda-feira à noite a Luanda para uma visita oficial de seis dias a Angola, as principais ameaças à segurança nacional do seu país resultam do crime organizado, da emigração clandestina e do tráfico de armas e de pessoas.

"Cabo Verde é um país pequeno, insular, que possui várias ilhas espalhadas no meio do mar, com uma situação geo-estratégica invejável, pois está entre a Europa, a África e a América", salientou.

"Temos consciência de que o corredor que passa por Cabo Verde traz-nos vantagens e desvantagens", acrescentou o ministro, considerando que o seu país "sozinho não tem meios suficientes para assegurar a segurança desejada".

Nesse sentido, recordou que "a segurança hoje deixou de ser um problema de um estado e passou a ser de todos os estados do mundo".

"Hoje, a segurança é global e só juntos é que poderemos manter essa vertente de segurança e de paz", frisou.

Por seu lado, o ministro da Defesa angolano, Kundy Paihama, manifestou a disponibilidade de Angola para reforçar a cooperação com Cabo Verde no domínio da defesa.

"Queremos manifestar o nosso desejo e a nossa completa disponibilidade para estreitar a cooperação com o governo e o povo irmão de Cabo Verde", afirmou.

Na sua intervenção, Kundy Paihama salientou que o governo angolano "continua empenhado na promoção da paz no continente africano".

"Na região dos Grandes Lagos, onde a República Democrática do Congo vive um difícil processo de paz e de reconciliação, Angola tem dado o seu contributo nos mais variados domínios, sobretudo na formação do seu exército único", recordou, salientando ainda o facto de as forças armadas angolanas terem formado recentemente um batalhão de comandos e uma brigada de infantaria daquele país.

O ministro da Defesa cabo-verdiano, que estará em Angola até domingo, tem previstas visitas a várias unidades militares no país num programa que inclui deslocações às províncias do Bengo, Benguela, Huíla e Cunene.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem