As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
«Nino» Vieira diz que não é nenhuma ameaça para o Governo
- 2-Jun-2005 - 11:48


O candidato independente às eleições presidenciais de 19 deste mês João Bernardo "Nino" Vieira afirmou que não representa qualquer ameaça para o Governo de Carlos Gomes Júnior, com quem são conhecidas divergências profundas.


Regressado ontem ao país e recebido por cerca de 20 mil pessoas, "Nino" Vieira afirmou que a sua candidatura à presidência da República guineense não deve ser vista como uma ameaça às instituições do país.

Após a leitura de um texto previamente escrito pelos seus colaboradores, o ex-presidente guineense (1980/98) respondeu às perguntas dos jornalistas em breves minutos, tendo salientado que a única condição que coloca para uma boa coabitação com o executivo é o "trabalho" e a "boa governação".

"Regressei ao meu país, definitivamente, para unir, nunca para desunir. Regressei como soldado da paz. Entrei nesta campanha eleitoral para promover a estabilidade política da Guiné-Bissau, nunca para desestabilizar o meu país e as suas instituições legítimas", frisou "Nino" Vieira ao ler o texto.

Destacou não ser ameaça para a estabilidade do Parlamento, governo legítimo, e da independência dos tribunais.

Na Guiné-Bissau o sistema político, semi-presidencialista mas com forte pendor parlamentar, reserva ao chefe de Estado os poderes de demitir o Governo.

O actual governo do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) é chefiado por Carlos Gomes Júnior, que também lidera esta força política, que apoia Malam Bacai Sanhá.

No entanto, são públicas as divergências entre "Nino" Vieira e Carlos Gomes Júnior, que, em Abril, acusou o ex-chefe de Estado de ter entrado no país, após seis anos de exílio em Portugal, como "um mercenário", uma vez que se fez transportar numa aeronave militar da vizinha Guiné-Conacri.

"Nino" Vieira considera que o "episódio" ficou para trás e reivindicou ser um factor de estabilidade política, um "aliado seguro" das instituições e um garante do normal funcionamento das instituições.

O antigo presidente guineense, deposto através de um golpe militar a 7 de Maio de 1999, frisou que a sua candidatura à presidência da República se destina a ajudar o país a "sarar as feridas abertas" com a "dolorosa experiência histórica".

Destacou que a Guiné-Bissau deve pôr de lado os "conflitos internos inúteis" para vencer a crise, sublinhando, contudo, ser necessário, antes, que o país se reconcilie.

O ex-chefe de Estado guineense frisou igualmente que a Guiné- Bissau precisa de viver em paz com os seus vizinhos, Senegal, Gambia e Guiné-Conacri, e cooperar com os "países irmãos e amigos" dentro do espírito da Carta das Nações Unidas.

Pela idade e experiência que disse ter agora (67 anos), "Nino" Vieira afirmou que, com o apoio dos seus partidários, vai vencer as próximas eleições.

A directoria da campanha de "nino" Vieira promete divulgar em breve quer o manifesto do candidato quer as acções de campanha, prevendo-se que a primeira ocorra sábado na cidade de Gabu, no leste, onde o candidato do PAIGC, Malam Bacai Sanhá, esteve no passado sábado, dia do arranque oficial da campanha.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem