As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Universidade de Coimbra cria curso de estudos portugueses e lusófonos
- 12-Jun-2005 - 23:01


A Universidade de Coimbra vai substituir a licenciatura de Estudos Portugueses por um curso mais aberto à lusofonia, que integrará disciplinas como as de culturas brasileira e africanas, disse a coordenadora do curso.


Helena Santana explicou que a nova licenciatura de Estudos Portugueses e Lusófonos, que começa já no próximo ano lectivo, faz desaparecer uma das mais tradicionais, ministradas há décadas na Faculdade de Letras, a de Estudos Portugueses.

"É preciso abrir outras perspectivas, e abrir o curso a outros candidatos", explicou a coordenadora da licenciatura, frisando que a vertente da lusofonia, embora presente no plano de cursos, "era uma parte marginal".

Para os promotores, trata-se de "criar oportunidades de formação para todos os que, dentro de Portugal, queiram aprofundar o conhecimento dessa mesma realidade linguística, multiliterária e multicultural".

É também criada a pensar naqueles que, "vindos de fora do espaço político português, pretendam conhecer a realidade da lusofonia por motivos de pura curiosidade intelectual ou tendo em vista diversos interesses académicos ou profissionais".

Embora assuma como principal saída profissional o ensino da língua e literatura portuguesas nos ensinos básico e secundário, apresenta a inovação de oferecer ainda aos alunos, a partir do quarto ano, as vias de especialização em Ensino do Português para Estrangeiros e de Estudos Lusófonos.

Os promotores do curso partem da expectativa de que surgirão oportunidades de trabalho fora de Portugal, com a intensificação das políticas de ensino entre o Estado Português e os Estados de língua oficial portuguesa, e com a crescente procura de aprendizagem da língua por estrangeiros, quer em universidades e entidades nacionais, quer no estrangeiro, em leitorados de português.

Neste curso, segundo Helena Santana, procura-se proporcionar aos alunos uma perspectiva inter-cultural do português, como língua de cultura de vários
países.

A par do estudo da língua e literatura portuguesas, ao longo do curso serão ministradas três disciplinas de Literaturas Africanas e outras tantas de Literatura Brasileira, com a possibilidade de os interessados poderem ainda aprofundar essas mesmas áreas a partir do catálogo de opções que lhes é oferecido.

Ao longo dos oito semestres de duração do curso, haverá lugar para disciplinas que não figuravam na anterior licenciatura, como "Arte e Cultura de Massas", "Estudos Interartes", "Cultura Brasileira", "Culturas Africanas", "História do Brasil", "História dos Países Africanos de Língua Portuguesa", "Teoria Pós Colonial" e "Introdução à Crioulística".

Nas disciplinas de opção são oferecidas aos alunos mais possibilidades de reforçar a vertente lusófona da licenciatura, nomeadamente com "Cultura Brasileira II", "Culturas Africanas II", "Literatura Brasileira IV", "Literaturas Africanas IV", "Estudos Timorenses" e "Português do Brasil".

Cobrem-se assim as realidades literárias de Portugal, Brasil, Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau, Moçambique, S. Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

Em relação da Timor-Leste, segundo a coordenadora do curso, a oferta de disciplinas de opção poderá vir a ser reforçada nos próximos anos.

O novo curso, de Estudos Portugueses e Lusófonos", começará a ser leccionado no próximo ano lectivo na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e terá entre 25 e 30 vagas, revelou Helena Santana.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem