As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Bacai Sanhá é o novo Amílcar Cabral, diz «Zinha» Vaz
- 13-Jun-2005 - 18:00


A líder da recém-formada União dos Patriotas Guineenses (UPG) afirmou hoje que o candidato Malam Bacai Sanhá, "pela sua postura, pensamento e visão", é o futuro da Guiné- Bissau, considerando que se trata do "novo Amílcar Cabral".


Francisca Vaz Turpin, conhecida em Bissau por "Zinha Vaz", discursava em Bissau num comício do candidato apoiado pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder), ladeada pelo próprio Bacai Sanhá e por vários dirigentes de pequenos partidos da oposição extra-parlamentar.

"Malam Bacai Sanhá é o futuro da Guiné-Bissau. Trará a estabilidade ao país (se vencer as eleições presidenciais do próximo domingo). Tem postura de Estado, tem um pensamento próprio para o desenvolvimento do país e uma visão equiparável à de (o "pai" das independências da Guiné e Cabo Verde) Amílcar Cabral", afirmou.

No comício, em que esteve também presente o líder do PAIGC, Carlos Gomes Júnior, a "histórica" dirigente do primeiro partido da oposição ao então partido único (Resistência da Guiné-Bissau/Movimento Bafatá - RGB/MB, criada em Lisboa em 1986) sublinhou o seu "apoio total" a Bacai Sanhá, considerando-o ainda como o único candidato que poderá trazer estabilidade à Guiné-Bissau.

No comício, realizado no largo fronteiro à Câmara de Bissau, de que "Zinha" Vaz já foi presidente, estiveram presentes também os líderes da União para a Mudança (UM), Amine Saad, dos partido Social Democrata (PSD), Joaquim Baldé, e da Solidariedade e Trabalho (PST), Iancuba Indjai, e o líder da maior central sindical do país, União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG), Desejado Lima da Costa.

O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros do governo de transição João José "Huco" Monteiro, antigo dirigente do Partido da Convergência Democrática (PCD, de Vítor Mandinga), também discursou no comício, tendo apelado ao voto em Bacai Sanhá, defendendo que uma vitória do candidato do PAIGC "só trará benefícios para a Guiné- Bissau".

Por seu lado, nas respectivas intervenções, tanto Bacai Sanhá como Carlos Gomes Júnior limitaram-se a apelar ao voto e não fizeram qualquer referência aos restantes candidatos, nomeadamente aos ex- presidentes João Bernardo "Nino" Vieira e Kumba Ialá.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem