As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Dirigentes PRS feitos reféns por horas negam acusações
- 24-Jun-2005 - 14:17


Três destacados dirigentes do Partido da Renovação Social (PRS, maior da oposição na Guiné-Bissau) foram feitos "reféns" por um grupo de apoiantes de Kumba Ialá, acusados de "traição", confirmaram hoje dois dos "sequestrados".


Segundo Alberto Nambeia, presidente interino do PRS, e Sola N'Quilin, antigo líder parlamentar, na quarta-feira à noite um grupo de jovens apoiantes do candidato, descontentes com a derrota eleitoral de Kumba Ialá nas presidenciais de domingo, retiveram-nos durante algumas horas na sede dos "renovadores" em Bissau.

Além de Alberto Nambeia e de Sola N'Quilin, que acabaram por dormir fora das suas residências, estive retido ainda o actual líder parlamentar dos "renovadores", Carlitos Barai, acusados de se terem "vendido" a outros candidatos, como Malam Bacai Sanha e João Bernardo "Nino" Vieira.

O "sequestro", tal como definiram Nambeia e N'Quilin, acabaria por terminar quatro horas mais tarde, mas só depois de uma "intervenção superior", que não explicaram, que levou à desmobilização dos jovens.

"As acusações são totalmente falsas e desprovidas de qualquer fundamento e não passam de maquiavelismo com vista a criar um bode expiatório para justificar os objectivos que alguém quer atingir", sublinhou N'Quilin numa conferência de imprensa realizada hoje de manhã.

Questionado pela Lusa sobre quem estará a querer fazê-los de bode expiatório, o antigo líder parlamentar dos "renovadores" não excluiu a possibilidade de ser "alguém da cúpula dirigente" do PRS, salientando, contudo, que está ainda a efectuar as respectivas investigações.

Quarta-feira de manhã, o PRS, que apoiou Kumba Ialá às presidenciais de domingo, candidato que se quedou pela terceira posição e que ficou de fora da disputa da segunda volta, afirmou que não aceitava os resultados divulgados pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), considerando-os "falsos".

As críticas foram feitas pelo secretário-geral do PRS, Artur Sanhá, ex-primeiro-ministro do Governo de Transição (Setembro de 2003 a Maio de 2004.

Segundo os dados provisórios da CNE, divulgados quarta-feira de manhã, o próximo presidente guineense só será conhecido numa segunda volta a realizar em Julho entre Bacai Sanhá, vencedor da primeira, e "Nino" Vieira, o segundo mais votado.

Bacai Sanhá, que recolheu 35,4 por centos dos votos, é apoiado pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder) e foi presidente interino da Guiné-Bissau entre 1998 e 2000.

Por seu lado, "Nino" Vieira, que obteve 28,8 por cento dos votos, também foi chefe de Estado da Guiné-Bissau entre 1980 e 1998, sendo afastado do cargo na sequência do conflito militar de 1998/99.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem