As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Dois candidatos recusam indicação de voto para a 2ª volta
- 30-Jun-2005 - 17:43


Dois candidatos, entre os menos votados na primeira volta das presidenciais na Guiné- Bissau, escusaram-se hoje a dar qualquer indicação de voto para a segunda volta, embora alegando diferentes razões.


Em conferência de imprensa, Adelino Mano Quetá, que se apresentou como candidato independente e ficou em nono lugar entre os 13 concorrentes às presidenciais de 19 de Junho, justificou o seu "afastamento" da disputa política por regressar às funções na presidência.

Antigo embaixador guineense em Lisboa, Mano Quetá, que se assume como "cardeal" dos diplomatas de carreira da Guiné-Bissau, é conselheiro político e diplomático do actual chefe de Estado interino, Henrique Rosa, cargo que vai reassumir já na próxima semana.

Por este motivo, ressalvou, não seria "ético" da sua parte prestar qualquer apoio político a Bacai Sanhá (do Partido Africano da Independência da Guiné-Cabo Verde (PAIGC, no poder), ou ao independente João Bernardo "Nino" Vieira, os dois concorrentes à segunda volta das presidenciais, previstas para Julho.

Também num encontro com jornalistas, na capital guineense, Antonieta Rosa Gomes, candidata do Fórum Cívico Guineense Social-Democracia (FCGSD), de que é líder, afirmou não ter escolha, porque os candidatos à segunda volta são as duas "faces da mesma moeda", por serem ambos dirigentes do PAIGC.

Rosa Gomes, uma das duas mulheres que lideram um partido político na Guiné-Bissau - a outra é "Zinha" Vaz - conseguiu nas presidenciais fugir à última posição, em que tinha ficado nas duas últimas eleições, lugar ocupado por João Tatis Sá do Partido Popular Guineense (PPG).

Apesar destas diferenças, Mano Quetá e Rosa Gomes concordaram que o escrutínio foi "justo transparente", mas ambos criticaram o comportamento da classe dirigente na campanha eleitoral.

Em vez de propostas de soluções aos vários problemas que afectam às populações, os políticos passaram toda a campanha a "comprar a consciência" dos eleitores com "bens materiais", oferecendo, nomeadamente motorizadas, sacos de arroz, e bebidas.

Por esse motivo, Mamo Quetá acha que se justifica a alteração de "algumas premissas" da lei eleitoral, deixando entender que se devia penalizar tais práticas uma vez que, finda a caça ao voto, os políticos não se preocupam em cumprir as promessas e os "bens materiais" oferecidos, ou se estragam ou acabam.

Para Antonieta Rosa Gomes o factor étnico acabou por "falar alto" no momento da votação, o que, frisou, prejudica a democracia guineense.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem