As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Ganhou «Nino»
Perdeu a Guiné

- 28-Jul-2005 - 13:13


Situação tensa em Bissau onde já se registam confrontos. Bacai Sanhá contesta os resultados

João Bernardo "Nino" Vieira venceu as eleiçõe presidenciais na Guiné-Bissau, de acordo com os resultados provisórios hoje divulgados na capital guineense pela Comissão Nacional de Eleições. De imediato apoiantes das duas candidaturas envolveram-se em confrontos, em pleno centro de Bissau (ver desenvolvimentos na secção Guiné-Bissau).


A polícia está presente e já disparou tiros para o ar e granadas de gás lacrimogéneo em plena Praça dos Heróis Nacionais (ex-Praça do Império), onde se situam, a pouco mais de 100 metros, as sedes nacionais das candidaturas de Malam Bacai Sanhá e de João Bernardo "Nino" Vieira.

Os confrontos começaram depois de os apoiantes de João Bernardo "Nino" Vieira terem vindo a correr desde a unidade hoteleira onde foram anunciados os resultados até à respectiva sede de campanha.

Ao atravessarem a Praça dos Heróis Nacionais, sede também do Partido Africano da Independência da Guiné e cabo Verde (PAIGC), que apoia Bacai Sanhá, jovens apoiantes desta candidatura envolveram-se em confrontos com os seus adversários políticos.

A polícia está no local e os ânimos estão exaltados, sobretudo entre os apoiantes e simpatizantes de Bacai Sanhá, que, cerca de uma hora antes, assistiram a uma conferência de imprensa dos partidos que apoiaram o candidato e reiteraram a recusa "liminar" da aceitação dos resultados provisórios anunciados pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Malam Bacai Sanhá afirmou que vai rejeitar os resultados da segunda volta das eleições presidenciais, alegando que foram cometidas diversas ilegalidades que a CNE não deu provimento.

Desejado Lima da Costa, porta-voz da candidatura de Bacai Sanhá, responsabilizou o presidente da CNE, Malam Mané, por "todas as consequências que resultem da publicação dos resultados".

Segundo Lima da Costa, a CNE "teimou" em divulgar os resultados da votação de domingo, sem que tenha tido em conta os pedidos, hoje formalizados, para uma recontagem dos votos nas regiões de Bissau e Biombo (norte da capital guineense) devido a "indícios de fraude".

"É intenção da CNE publicar os resultados, que se pretendem ser provisórios, da segunda volta sem observância do prazo legalmente estabelecido na lei Eleitoral, uma vez que a nossa directoria havia formalmente solicitado a recontagem dos votos em Biombo e Bissau, onde foram detectados fortes indícios de fraude", sustentou.

Lima da Costa acusou também Malam Mané de ter entregue cópias dos resultados provisórios aos organismos internacionais e às embaixadas antes de dar conhecimento aos próprios candidatos, ao contrário do que diz a lei.

"O presidente da CNE, tendo conhecimento dos requerimentos que a directoria da nossa campanha lhe remeteu para a recontagem de votos na totalidade dos círculos eleitorais de Bissau e Biombo, por inícios de fraudes, e sem lhe dar provimento, fez circular junto de alguns organismos, internacionais e estrangeiros, dados que pretendem ser os resultados da segunda volta", afirmou o porta-voz de Bacai Sanhá.

Segundo Lima da Costa, esses resultados dão a vitória a "Nino" Vieira com uma vantagem de 15.000 votos, dados que "não coincidem nem de perto nem de longe" com os que obtiveram somados através das actas síntese das urnas.

Lima da Costa adiantou que a CNE foi informada em devido tempo de "flagrantes actos indiciadores de fraudes", cujos autores foram "atempadamente detidos" pelas forças da ordem, sem que a entidade presidida por Malam Mané "tivesse empreendido as suas competentes diligências".

"Citamos os casos de cidadãos estrangeiros na posse de cartões de eleitor, nomeadamente em Gabu, Bafatá (ambas no leste) e Quínara (sul), utilização de listas manuscritas de cidadãos eleitores não inscritos nos cadernos eleitorais em Bissau, detenção de indivíduos afectos à directoria de Nino Vieira na posse de boletins de voto previamente preenchidos", acrescentou.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem