As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
CNE decide terça-feira sobre reclamações de Bacai Sanhá
- 1-Aug-2005 - 22:24


A Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau decide terça-feira qual a resposta a dar às reclamações apresentadas pela directoria da campanha de Malam Bacai sanha, que alega a existência de fraude na segunda volta das presidenciais realizadas há uma semana atrás.


De acordo com Vera Cabral, secretaria executiva adjunta e porta-voz da CNE, terça-feira, até ao fim do dia, haverá uma resposta em relação às reclamações apresentadas pelos apoiantes de Bacai Sanhá.

Durante cerca de sete horas, a CNE esteve hoje reunida, tendo debatido apenas os temas na ordem do dia e ao mesmo tempo recebido, de forma oficial, as reclamações apresentadas pelo Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder) e que apoia a candidatura de Bacai Sanhá.

Em reunião plenária, os 22 membros da CNE, passaram todo o dia a apreciar as reclamações do PAIGC, tendo cada elemento apresentado a sua opinião em relação aos factos em análise, indicou Vera Cabral.

De acordo com esta dirigente da CNE, "ainda não é liquido" qual a resposta a dar ao PAIGC, que pede duas coisas: A recontagem dos votos nos círculos eleitorais de Bissau, Biombo (litoral centro) e Bafatá (leste) e, em último caso, a repetição da votação nestas localidades.

"Se tudo correr bem, como estamos a esperar que decorra, já terça-feira teremos um veredicto que vamos comunicar ao PAIGC e ao país. A plenária pode aceitar ou não os argumentos que a candidatura de Bacai Sanhá nos apresentou", afirmou Vera Cabral.

Segundo a porta-voz da CNE a candidatura de Bacai Sanhá apresentou como "meios de prova" para justificar alegadas fraudes nos três círculos eleitorais as actas-síntese elaboradas nas mesas de assembleia de voto.

Caso a CNE decida não satisfazer as reclamações da candidatura de Bacai Sanhá este poderá recorrer para o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), lembrou Vera Cabral.

De acordo com a porta-voz da CNE, a candidatura de Bacai Sanhá alega a existência de casos em que houve eleitores a mais em relação ao número de pessoas inscritas para votarem nalgumas assembleias de voto.

Estes casos teriam ocorrido em várias mesas de assembleia de voto nos seis círculos eleitorais de Bissau, disse Vera Cabral, citando a argumentação apresentada pela directoria de Bacai Sanhá.

"Estes e outros argumentos serão objecto de análise na reunião de terça-feira", precisou Vera Cabral, lembrando que a lei dá à CNE, até quarta-feira para proclamar os resultados finais das presidenciais realizadas no dia 24 de Julho último.

De acordo com os resultados provisórios divulgados na passada quarta-feira, o candidato independente João Bernardo "Nino" Vieira somou o maior numero de votos, 216.167 votos (52,35 por cento), tendo Bacai Sanhá alcançado 196.759 votos (47,65 por cento).

Porém, a candidatura de Bacai Sanhá e o próprio candidato já vieram a píblico anunciar que não aceitam os resultados, alegando ter ocorrido "uma gigantesca fraude" e falando inclusive no roubo de cerca de 26 mil votos.

Confrontada com estes números, Vera Cabral disse que a CNE ainda não se pronunciou sobre estes dados invocados pela directoria da campanha de Bacai Sanhá.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem