As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Espanha vai incrementar cooperaçao e ajuda
- 12-Feb-2003 - 17:24

A Espanha vai incrementar a cooperaçao com a Guiné-Bissau através do desenvolvimento de diversos projectos nas áreas da pesca, abastecimento de agua, saúde e formaçao, disse hoje à Agência Lusa fonte do Ministério dos Assuntos Exteriores espanhol.


Segundo a mesma fonte, o montante das ajudas para este ano está estimado em 900.000 euros.

Na semana passada, a ministra dos Assuntos Exteriores de Espanha, Ana Palácio, e o seu homólogo da Guiné-Bissau, Joazinho Vieira Có, assinaram, em Madrid, um acordo básico de cooperaçao e outro em matéria de imigraçao.

Durante os dois dias de visita a Madrid, Joazinho Vieira Có manteve também conversaçoes com diversas autoridades do Ministério dos Assuntos Exteriores, da Cooperaçao e da Imigraçao.

O chefe da diplomacia guineense anunciou a intenção do seu governo de abrir em breve uma embaixada em Madrid, ou, então, um consulado geral.

Dentro em breve será criada uma comissao mista entre os dois países para coordenar os diversos projectos de cooperaçao.

A comissão mista renegociará também a dívida externa guineense, que no ano passado estava cifrada em 1.518 milhoes de pesetas (mais de nove milhoes de euros).

Durante este ano, a Espanha vai incrementar as ajudas em matéria de cooperaçao, estimadas em 900.000 euros, depois de ter disponibilizado, neste âmbito, 887.000 euros em 2002 e 337.000 euros em 2001.

Nos últimos tempos, a Espanha já concedeu à Guiné- Bissau créditos com base no Fundo de Ajuda ao Desevolvimento (FAD) no valor de 7,072 milhoes de dólares (sensivelmente a mesma quantia em euros).

As principais ajudas espanholas no campo da cooperaçao destinam-se a projectos de abastecimento de água potável, pesca, saúde e formaçao.

O ministro dos Negócios Estrangeiros guineense também mostrou interesse do seu governo na criaçao de empresas mistas e na participaçao de empresas espanholas na construçao de infra-estruturas, concretamente de pontes.

As autoridades de Bissau também estao empenhadas em aumentar as exportaçoes para Espanha, cifradas nos nove primeiros meses do ano passado em 310.000 euros.

No mesmo período, as exportações espanholas para a Guiné-Bissau atingiram 2,1 milhoes de euros.

A Espanha vai fornecer ajuda nas áreas da formaçao policial e diplomática, neste caso sobretudo atraves de um centro que Madrid vai criar em Dacar para seguimento da cooperaçao com o Senegal, Cabo Verde e Guiné-Bissau.

As autoridades espanholas também prometeram ajuda no âmbito das eleições legislativas na Guiné-Bissau, marcadas para Abril, designamente através do envio de observadores.

O acordo sobre imigraçao estabelece o compromisso de Madrid de incluir os imigrantes guineenses nas quotas de entrada de estrangeiros aprovadas anualmente e normas para repatriamento dos guineenses que entrem ilegalmente em Espanha.

A via habitual de chegada de imigrantes guineenses a Espanha processa-se através de Marrocos e da travessia do Estreito de Gibraltar em embarcações controladas pelas máfias marroquinas.

No final do ano passado residiam legalmente em Espanha 1.851 imigrantes guineenses, mais do dobro dos 774 recenseados no ano anterior.

O presidente da Guiné-Bissau, Kumba Ialá, transmitiu a Madrid o desejo de visitar oficialmente a Espanha ainda antes das eleiçoes, mas as autoridades espanholas explicaram que pode haver dificuldades de calendário atendendo ao curto período que decorre até ao acto eleitoral.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem