As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Apagões sucessivos deixam bairros da capital às escuras
- 21-Sep-2005 - 14:54


A capital de Cabo Verde, Cidade da Praia, com cerca de 100 mil habitantes, está a atravessar uma profunda crise energética, com cortes sistemáticos de luz eléctrica, que deixam, horas a fio, vários bairros às escuras.


Segundo a Empresa de Água e Energia de Cabo Verde (Electra), maioritariamente de capitais portugueses através da Electricidade de Portugal (EDP) e Águas de Portugal (AdP), os cortes no fornecimento de energia resultam da manutenção de grupos de geradores da principal central eléctrica.

A energia eléctrica em Cabo Verde, à excepção de uma pequena fracção de origem eólica, é produzida por grupos de geradores a combustível líquido, o que implica frequentes avarias.

Em Junho, a Electra tinha anunciado que os geradores da central da Praia iriam estar em grande manutenção no mês de Agosto, mas a operação foi transferida para Setembro.

Para isso, a empresa anunciou um programa com os horários de cortes para os diversos bairros da Cidade da Praia, que não está a ser cumprido, suscitando múltiplos protestos das populações afectadas.

A situação levou mesmo à intervenção do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, no poder), com o líder do grupo parlamentar desta força política a acusar a administração da empresa de ser responsável por esta "situação inadmissível".

Rui Semedo acusou a Electra de não ter feito os investimentos previstos no caderno de encargos referente à privatização da empresa em 1999, e exigiu que os problemas sejam resolvidos por quem tem a "responsabilidade directa", referindo-se à Electra.

Aliás, a empresa de capitais maioritariamente portugueses tem um diferendo com o governo de Cabo Verde, em parte resolvido há cerca de três meses, com a mediação do Banco Mundial (BM), quando estavam em causa pagamentos por serviços prestados ao Estado que a Electra afirmava estarem em dívida, nomeadamente no capítulo da luz pública fornecida às autarquias.

Outra questão que prejudica as relações entre a Eléctrica e o governo é a questão dos tarifários, com o executivo do PAICV a alegar o interesse público para impedir os reajustes nos preços exigidos pela empresa.

Entretanto, estes cortes de energia, que por vezes duram toda a noite em algumas zonas da Praia, estão também a gerar controvérsia por causa da insegurança que produzem, sendo já conhecidos vários assaltos a pessoas e residências.

De acordo com a Electra, os apagões que se registam diariamente na capital cabo-verdiana, deverão terminar no início de Outubro, data prevista para a conclusão das operações de manutenção nos grupos de geradores da sua principal central de produção na ilha de Santiago, localizada nas imediações da Cidade da Praia.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem