As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Novo governo tem 19 ministros e nove secretários de Estado
- 10-Nov-2005 - 14:22


O novo executivo guineense, liderado por Aristides Gomes, conta com 19 ministros e nove secretários de Estado, de acordo com dois decretos presidenciais divulgados pouco antes da cerimónia de posse do governo.


Numa primeira análise do elenco, oito dos ministros e dois secretários de Estado são ex-dirigentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), força vendedora das últimas legislativas (2004) e presidida por Carlos Gomes Júnior, o chefe de governo demitido no passado dia 28 de Outubro pelo presidente da República, João Bernardo "Nino" Vieira.

O Partido da Renovação Social (PRS) e o Partido Unido Social- Democrata (PUSD), as duas maiores forças políticas que apoiaram "Nino" Vieira na segunda volta das presidenciais, têm, respectivamente, cinco ministros e quatro secretários de Estado e dois ministros e um secretário de Estado no novo governo.

A União Eleitoral e o Partido de Convergência Democrática estão também representados no executivo com um ministro cada.

O elenco governamental inclui ainda três independentes - um ministro e dois secretários de Estado - e, transitoriamente, o primeiro-ministro acumula a pasta do Interior.

Um terceiro decreto presidencial, também divulgado antes da tomada de posse do governo, nomeia Francisco Fadul, líder do PUSD, conselheiro pessoal do Presidente da República, além de dois conselheiros políticos, Alamara Nhasé (presidente do Partido de Reconciliação Nacional) e Ibrahima Sow (presidente do Partido para o Progresso - PP).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem