As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Universidade Lusófona apoia criação de micro-empresas
- 15-Nov-2005 - 22:38


A Universidade Lusófona vai colaborar na criação de "ninhos de empresas" nos distritos do Sul de Moçambique, a convite do presidente do país, disse hoje a responsável pelo Projecto Empreendedor desta instituição de ensino.


Teresa Damásio, que falava à margem da cerimónia comemorativa do segundo aniversário do Projecto Empreendedor, adiantou que o convite partiu do presidente Armando Emílio Guebuza, durante a sua última visita a Portugal, ao tomar conhecimento do programa da Lusófona.

Este programa apoia a criação de empresas para os recém-formados pela Universidade, disponibilizando gratuitamente, durante o primeiro ano de actividade, instalações, secretariado, serviços jurídicos, apoios técnicos, entre outras facilidades.

Em Moçambique, adiantou Salvado, os destinatários do programa não são os estudantes, mas a população em geral, em particular os mais carenciados, que pretendam criar micro-empresas.

Os gabinetes de apoio serão criados junto das autarquias locais, para facilitar o acesso às populações e possibilitar esclarecimentos.

"É uma maneira muito interessante de criar redes sociais, e também de difundir o ensino, porque não há empreendedores sem instrução", afirmou Teresa Damásio.

A Lusófona está já a preparar o primeiro projecto para a rede de gabinetes, e uma delegação da universidade deverá em breve deslocar- se a Moçambique para preparar a instalação dos centros no terreno, adiantou a mesma responsável.

Não estão definidos prazos, mas apenas que "tudo tem de estar pronto o mais rápido possível, não podem ser prazos à africana", disse.

O grupo Lusófona tem actualmente uma universidade em Moçambique, o Instituto Superior Politécnico e Universitário, com pólos em Maputo e Quelimane, além de instituições de ensino em Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Brasil.

O Projecto Empreendedor da Lusófona recebeu este ano, na sua terceira edição, perto de 190 candidaturas de alunos da universidade, quase o dobro do registado no ano passado, sobretudo da faculdade de engenharia.

Destas candidaturas, foram escolhidos cinco projectos de empresas, que serão agora apoiadas pela instituição de ensino.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem