As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
CPLP continua nas mãos
dos interesses brasileiros

- 27-Feb-2003 - 9:50


Do mal o menos. Se Portugal tem outras preocupações, então que sejam os brasileiros a dizerem o que querem e como querem


Um acordo de cooperação assegurou a participação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) no projecto "Estação Luz da Nossa Língua", um centro internacional de referência da língua portuguesa, sediado em São Paulo.


O projecto "Estação Luz da Nossa Língua", no qual serão investidos 30 milhões de reais (7,9 milhões de euros) , é o resultado de uma parceria entre o Governo do Estado de São Paulo, a Fundação Roberto Marinho, e empresas privadas, entre elas a Telesp Celular, do grupo Portugal Telecom.

O espaço vai funcionar na Estação da Luz, no centro de São Paulo, um marco arquitectónico e histórico da cidade.

O secretário-executivo da CPLP, embaixador João Augusto de Médicis, que assinou o documento de parceria, disse que "a participação da comunidade reforça a dimensão internacional do projecto, na medida em que irá contribuir para a sua promoção entre os sete países de língua portuguesa, além do Brasil".

Em contrapartida, a CPLP, destacou o embaixador, será uma beneficiária da "Estação Luz da Nossa Língua", que irá trabalhar para a consolidação do português, nas suas múltiplas formas.

"É um somatório de esforços para que seja possível ampliar a interacção entre povos que vivem em quatro continentes, mas que são unidos pela mesma língua", disse o diplomata.

A secretária de Estado de Cultura de São Paulo, Cláudia Costin, destacou a importância social do projecto para ampliar o acesso da população, de menor poder aquisitivo, às informações sobre seu próprio idioma, falado em oito países de culturas bastante diferenciadas.

"Queremos trabalhar a língua nas suas múltiplas formas e facilitar o acesso das informações às pessoas, ampliando os seus horizontes", disse Claúdia Costin que viveu em Angola e Cabo Verde na década de 80.

Pela Estação da Luz, que possui uma paragem da rede de metro de São Paulo e, no futuro, uma estação ferroviária, circulam aproximadamente 300 mil pessoas por dia.

Por ser um local que concentra grande fluxo de pessoas, o espaço deverá oferecer oficinas culturais para trabalhos com diversas linguagens , entre elas música, dança, televisão, literatura e teatro.

Além disso, a Estação deverá contar com um portal electrónico com diversas informações sobre o universo da cultura de língua portuguesa, o que poderá ser viabilizado por meio de parcerias com entidades e instituições.

Até ao final do mês de Março, devem ser iniciadas as obras de recuperação do prédio da Estação da Luz, segundo Sílvia Finguerut, coordenadora do projecto pela Fundação Roberto Marinho.

A restauração deverá começar pela fachada do prédio, de tijolos vermelhos, que tem características próprias de um edifício industrial do começo do século XX, mas com ornamentação e detalhes em estilo vitoriano. O arquitecto inglês, Charles Driver, foi o responsável pelo projecto da estação, inaugurada em 1901.

Está prevista ainda o lançamento de uma campanha de divulgação do projecto, orçada em 5 milhões de Reais (1,3 milhões de euros).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem