As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
PALOP são pelo desarmamento pacífico do Iraque
- 15-Mar-2003 - 17:27

Os Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP) apoiam a resolução 1441 da ONU 1441 sobre o Iraque e o seu desarmamento pacífico, considerando que a solução passa pela observância das normas internacionais.


A decisão figura no comunicado final da Cimeira Extraordinária dos PALOP, que encerrou sexta-feira na capital angolana e reuniu os chefes de Estado de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, enquanto Moçambique esteve representado pelo ministro da Presidência para os Assuntos Diplomáticos, Francisco Madeira.

Os presidentes José Eduardo dos Santos, Pedro Pires, Kumba Yalá e Fradique de Menezes apelaram ao Iraque para "cooperar total e honestamente com as Nações Unidas na aplicação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, sobre o seu desarmamento incondicional, provando que eliminou todas as armas de destruição massiva".

Relativamente à situação na Guiné-Bissau, os estadistas africanos encorajaram as autoridades deste país "a prosseguir na via do diálogo e da concertação política, como sendo a melhor forma para a resolução dos seus problemas actuais".

Apelaram ainda à comunidade internacional "para garantir o apoio técnico, logístico e material indispensável à realização das eleições legislativas".

Os chefes de Estado "constataram com agrado os entendimentos alcançados em São Tomé e Príncipe, que puseram fim à crise político- institucional, gerada na sequência da proposta de revisão constitucional".

Sobre Moçambique, congratulam-se com a consolidação do processo democrático, estabilidade política e social que se regista.

Quanto a Cabo Verde os chefes de Estado manifestaram-se "satisfeitos com os avanços na senda do reequilíbrio das finanças públicas e da consolidação da estabilidade macro-económica, bem como do reforço do sistema democrático".

Apelaram ao Conselho Económico e Social da ONU (ECOSOC) para que considere as particularidades de Cabo Verde, ao ponderar a respectiva situação no Grupo dos Países Menos Avançados (PMA), tendo em conta as vulnerabilidades estruturais.

Quanto a Angola congratularam-se com a chegada da paz definitiva, saudando o processo de reconciliação nacional e apelaram à comunidade internacional para conceder apoio à realização de uma conferência internacional de doadores, para ajudar a reabilitação e reconstrução.

Os chefes de estão "tomaram conhecimento do grau de execução do Programa de acção de Cooperação entre os PALOP, aprovado na XI Cimeira, e recomendaram um maior empenho das estruturas nacionais competentes visando o seu cumprimento".

Ao passar em revista a situação na Costa do Marfim e na região dos Grandes Lagos, os presidentes "notaram com preocupação a persistência de conflitos, apelando às partes para prosseguirem o diálogo e consolidarem os entendimentos já alcançados.

Registaram também a persistência do conflito Israelo- Palestiniano e encorajaram as partes a usarem o diálogo para o estabelecimento da paz na região.

O presidente Kumba Yalá, que faz hoje 50 anos, permanecerá em Angola até segunda-feira, em visita de carácter privado.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem