As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Estratégia conjunta para língua portuguesa
- 3-Apr-2003 - 22:16

Os oito países de língua portuguesa deverão apostar numa "estratégia conjunta" que invista nas potencialidades e mais-valias do português, defendeu hoje em Lisboa o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação de Portugal.


António Lourenço dos Santos, que intervinha na sessão de abertura do 1º Congresso Internacional "Lusofonia, Identidades e Culturas Nacionais", em Lisboa, considerou que essa estratégia deverá ainda ser expressão de uma "política de presença da língua portuguesa em organismos internacionais".

"A Lusofonia é a afirmação de uma identidade, a projecção da cultura em português. No campo da literatura, das artes plásticas, do cinema, há já um domínio de criadores lusófonos que tem vindo a ganhar um imparável protagonismo e uma invejável notoriedade", salientou.

Referindo-se aos trabalhos do congresso, uma organização do Instituto Superior de Ciências Educativas que decorre em Lisboa até ao próximo dia 05, Lourenço dos Santos manifestou a esperança que desta iniciativa saia uma "reflexão consistente", dado que, justificou, "a problemática das identidades é debatida de uma forma ampla e alargada e é tema de preservação de equilíbrios essenciais".

"ÈIdentidades e CulturasÈ e "Língua PortuguesaÈ são as duas áreas temáticas deste congresso. Espero que elas contribuam de forma decisiva para a criação de um espaço lusófono, protagonista de culturas e da cultura em português, num rosto que, não sendo único, não deixa contudo de lado um certo "ar de famíliaÈ", destacou António Lourenço dos Santos.

Depois de recordar que a Lusofonia "ocupa lugar de destaque" no programa do governo do primeiro-ministro José Manuel Durão Barroso, o secretário de Estado vincou que o conceito constitui um dos "eixos prioritários" e uma das "vertentes da política externa portuguesa".

"Esta consagração é o reconhecimento de uma realidade única na cena internacional: 200 milhões de pessoas, espalhadas por quatro continentes, têm como língua comum o português", sublinhou.

A realização do congresso assenta na promoção da cooperação entre os Estados pertencentes à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), "reconhecendo-se, assim, o espaço da Lusofonia como um quadro privilegiado de acção na promoção de solidariedades", de acordo com os promotores da iniciativa.

Ao longo dos três dias de trabalhos suceder-se-ão debates sobre o ensino de português com língua materna e como língua oficial, a relação da língua com a comunicação social, o intercâmbio e cooperação sob acção das estruturas políticas académicas e associativas e ainda as acções de cooperação e de desenvolvimento empresarial.

No final do segundo dia de trabalhos, na sexta-feira, os participantes homenageiam escritores dos países da CPLP, designadamente Fernando Fonseca Santos (Angola), Lygia Fagundes Telles (Brasil), Jorge Barbosa (Cabo Verde), Tony Tcheca (Guiné-Bissau), Hungulani Barbosa (Moçambique), Urbano Tavares Rodrigues (Portugal), Alda Espírito Santo (São Tomé e Príncipe) e Luís Cardoso (Timor- Leste).

A cerimónia de apresentação das conclusões e a sessão de encerramento do congresso será presidida pelo ministro dos Assuntos Parlamentares de Portugal, Luís Marques Mendes.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem