As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Portugal forma técnicos autárquicos cabo-verdianos
- 8-Apr-2003 - 17:18

O Centro de Estudos e Formação Autárquica (CEFA), de Portugal, concluiu hoje, na Cidade da Praia, a formação de três dezenas de técnicos das autarquias de Cabo Verde, que se prolongou por dez meses.


Até há dois anos, este curso do CEFA foi ministrado em Coimbra e decorre agora em cada um dos países africanos de língua portuguesa, tendo já sido contemplados Moçambique e Cabo Verde.

Ao longo de 1.400 horas, distribuídas por 20 módulos, os formandos aperfeiçoaram os conhecimentos em técnicas de comunicação escrita e oral, inglês, contabilidade e finanças, organização política e administrativa do Estado, direito, urbanismo e economia, entre outros temas.

No acto de encerramento do curso, José Lopes, vice-presidente do CEFA, chamou a atenção dos formandos para o facto de serem funcionários de uma administração de proximidade e "actores de uma administração de qualidade que coloca em primeiro lugar os interesses dos cidadãos".

"São pessoas mais habilitadas e a formação só faz sentido se for duplamente útil, se beneficiar o funcionário e a entidade empregadora, as Câmaras Municipais", sublinhou.

Felisberto Vieira, presidente da Câmara Municipal da Praia e representante da Associação Nacional de Municípios Cabo-Verdianos (ANMCV) na sessão, salientou que a formação "é algo de estratégico para o desenvolvimento do país e das autarquias".

Felisberto Vieira alertou para a necessidade de publicação de uma lei-quadro dos funcionários da administração autárquica, que faça com que este nível da administração não seja um ponto "de rodagem" de técnicos para outros serviços que oferecem melhores condições de trabalho e remuneratórias.

O curso de formação autárquica custou cerca de 21 mil contos cabo-verdianos (190 mil euros), para pagar os custos logísticos, com formadores e bolsas para os formandos.

O financiamento foi assegurado em 75 por cento pela cooperação portuguesa e o restante pela ANMCV e pela Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).

No final do curso, o CEFA editou uma compilação de toda a legislação autárquica cabo-verdiana, utilizada ao longo do curso.

Com 432 mil habitantes, distribuídos por nove ilhas habitadas, Cabo Verde possui 17 câmaras municipais.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem