As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Agência Lusa vai reforçar cooperação com congénere cabo-verdiana
- 8-May-2003 - 20:37

A Agência Lusa vai apoiar a congénere cabo-verdiana, Inforpress, na formação de jornalistas, em Cabo Verde, e em equipamentos informáticos, revelou hoje o ministro da Presidência do Conselho de Ministros daquele país africano, Arnaldo Andrade.


Em declarações à Lusa, no final de uma visita às instalações da sede da agência, em Lisboa, Arnaldo Andrade sublinhou que a cooperação entre as duas agências é já "bastante boa", quer a nível bilateral quer multilateral.

Arnaldo Andrade chegou hoje a Lisboa para uma visita de trabalho de dois dias e encontrou-se já com o secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), João Augusto de Médicis, tendo prevista para sexta-feira uma reunião com o seu homólogo português, Nuno Morais Sarmento.

"Há boas perspectivas em relação à cooperação com a Agência Lusa, nomeadamente no domínio da formação profissional de jornalistas, em Cabo Verde, e no fornecimento de novos equipamentos e sistemas para uma actualização tecnológica da Inforpress", sublinhou o ministro.

Por isso, Arnaldo Andrade quer ver a Inforpress com um papel "mais central" no panorama da comunicação social cabo-verdiana, dado que, actualmente, segundo referiu, "não há uma boa articulação" entre a rádio, a televisão e a agência do país.

O administrador-delegado da Lusa, Luís Delgado, manifestou ao ministro cabo-verdiano total disponibilidade da agência noticiosa portuguesa para reforçar a cooperação com a Inforpress.

A Lusa tem na sua sede, desde 11 de Novembro de 1997, uma delegação da Rádio Televisão de Cabo Verde (RTC), que trabalha também para a Inforpress.

Nas declarações à Lusa, Arnaldo Andrade, ex-embaixador de Cabo Verde em Paris (2001/02), adiantou ser intenção do governo cabo- verdiano melhorar e reforçar a cooperação existente com Portugal na área da Comunicação Social.

Nesse sentido, acrescentou, a sua deslocação a Lisboa enquadra- se na tentativa de acelerar e elevar para outros patamares "a já de si boa cooperação existente no domínio da comunicação social" entre os dois países.

Sublinhando que a rádio em Cabo Verde está a viver actualmente um momento de expansão, fruto da cooperação portuguesa, nomeadamente da RDP-África, Arnaldo Andrade sublinhou que o "calcanhar de Aquiles" da comunicação social cabo-verdiana é a televisão.

"Estamos com algumas dificuldades na área da televisão, desde a formação de jornalistas, aos equipamentos ultrapassados e, sobretudo, com os custos da manutenção do sinal através dos cerca de 200 retransmissores", afirmou.

Por isso, uma das ideias que pretende apresentar ao seu homólogo português é estudar a viabilidade de a televisão cabo- verdiana poder distribuir o seu sinal por satélite no arquipélago.

"Será provavelmente muito mais barato, pois os custos de manutenção dos retransmissores são dispendiosos, dado que terá sempre de haver grandes investimentos em equipamento, na rede eléctrica e em baterias solares", sublinhou.

Arnaldo Andrade adiantou ainda à Lusa ser portador de uma mensagem do primeiro-ministro cabo-verdiano, José Maria Neves, ao seu homólogo português, José Manuel Durão Barroso, escusando-se, contudo, a divulgar o seu teor.

A carta será entregue a Morais Sarmento.

Arnaldo Andrade, 46 anos, natural da Boavista, é licenciado em Sociologia pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa (ISCTE), onde tirou também uma pós-graduação e é também um ex- jornalista, tendo trabalhado no jornal cabo-verdiano "Voz di Povo".

O ministro veio para Portugal no início da década de 90 do século XX, tendo sido presidente da Associação de Cabo Verde durante dois mandatos, passando, depois, para a política.

Eleito deputado em 1995 pelo círculo da Europa pelo Partido Africano de Independência de Cabo Verde (PAICV), foi reeleito nas legislativas de 1999 pelo círculo do Tarrafal (Santiago).

Em 2001, foi nomeado embaixador em Paris, de onde saiu em Novembro de 2002, depois de um convite de José Maria Neves para integrar o governo cabo-verdiano.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem