As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Principais associações africanas fora das celebrações do Dia de África
- 23-May-2003 - 14:26

As principais associações da comunidade africana residente em Portugal excluíram-se das celebrações do Dia de África, que se comemora domingo, alegando indisponibilidade financeira e de tempo.


Das dezenas de iniciativas e de festas de estudantes africanos, na sua maioria das universidades, passando pela organização de seminários e debates sobre o continente africano, nenhuma das principais associações se juntou à celebração da efeméride.

Casa de Angola, Associação Guineense de Solidariedade Social (Aguinenso) e a Associação Cabo-Verdiana, entre outras, optaram por excluir-se dos festejos, prevendo-se que adiram, a título individual, às numerosas celebrações.

Em declarações à Agência Lusa, vários dirigentes das diferentes associações lamentaram não ter tempo, nem meios financeiros para organizar festas, acabando por admitir implicitamente a existência de animosidades entre as organizações que prejudicam qualquer acção conjunta.

De resto, a inexistência de uma espécie de "Plataforma das Associações", já aflorada há vários anos, também não tem sido concretizada pelas mesmas razões.

Fernando Ká, da Aguinenso, lamenta que o Dia de África não seja uma data de festa para os africanos que residem em Portugal, embora reconheça que as inúmeras iniciativas previstas reflectem a importância que os jovens africanos dão à efeméride.

Escusando-se a falar sobre as razões que levam a associação que dirige a não participar nos festejos, Fernando Ká limitou-se a indicar que, a partir de agora, só pensará nos problemas que afectam a comunidade guineense em Portugal.

Por seu lado, Alcestina Tolentino, presidente da Associação Cabo- Verdiana, alegou a indisponibilidade e falta de meios para organizar qualquer tipo de festejos.

Além disso, por mera coincidência, há a necessidade de a associação participar nos trabalhos do 1º Congresso dos Quadros do Espaço Lusófono, que decorrerá de 25 a 31 deste mês, em Lisboa.

No entanto, são inúmeras as festas quase particulares e algumas mais oficiais que assinalam o Dia de África em Portugal, entre as quais se destaca uma conferência internacional intitulada "União Africana - O Grande Desafio Africano", que decorrerá Domingo no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa.

A conferência, em que participam individualidades portuguesas e dos países africanos lusófonos, é co-promovida pelo Fórum Social Angolano e pelo Centro de Estudos Africanos do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE).

Segunda-feira, o "Grupo Africano", que congrega os 13 embaixadores e dois cônsules africanos acreditados em Portugal, celebram também a data, através de uma exposição alusiva à efeméride no Centro Ismaili de Lisboa.

O "Grupo Africano" inclui as embaixadas de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, África do Sul, Argélia, Líbia, Egipto, Marrocos, Nigéria, Tunísia e RDCongo e os consulados gerais do Senegal e Zimbabué.

No meio audiovisual, a estação de televisão portuguesa RTP- África dedica uma emissão especial de 24 horas ao continente africano, com uma programação que inclui debates e transmissões em directo de algumas das celebrações.

Por seu lado, a estação de rádio RDP-África fará a cobertura das principais iniciativas, dedicando uma atenção especial às realizadas por várias organizações estudantis e não governamentais.

O "Dia de África" foi institucionalizado como forma de homenagear a criação, a 25 de Maio de 1963, da extinta Organização da Unidade Africana (OUA), actual União Africana (UA).

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem