Anuncie no Noticias Lusofonas e dê a conhecer a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Angola
Actores são mortos durante filmagem de assalto em Angola
- 18-Dec-2007 - 15:11


Dois actores amadores angolanos foram mortos ao serem supostamente confundidos com criminosos durante as gravações de um filme na capital do país, Luanda.


No momento do incidente, na segunda-feira, os actores gravavam uma cena de assalto numa área comercial do bairro Sambizanga, considerado um dos mais violentos da cidade.

Os dois estariam armados com revólveres descarregados, segundo o director do filme.

Um grupo de polícias teria chegado ao local e disparado em direçcão aos actores.

Diante dos gritos do director para que parassem de atirar, por se tratar de um filme, os polícias teriam deixado o local, sem prestar assistência.

Até hoje de manhã a polícia angolana não se tinha manifestado sobre o incidente.

Mas numa entrevista a uma rádio local, o director do Instituto Angolano de Cinema, Audiovisual e Multimedia, Miguel Hurst, disse que os responsáveis pelo filme não haviam solicitado uma permissão oficial para gravar no local.

Hurst disse lamentar o incidente, mas afirmou que, sem o pedido de autorização para filmagem no Ministério da Cultura, a polícia não teria como saber que o assalto fazia parte de um filme e não ocorria de verdade.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
 



 Ligações

 Jornal de Angola
 Sindicato dos Jornalistas
 AngolaPress - Angop
 Televisão de Angola
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design e SEO Angola por NOVAimagem