Anuncie no Noticias Lusofonas e dê a conhecer a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
           As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Angola
«Baixo nível académico da polícia é razão para alguns incidentes graves»
- 21-Dec-2007 - 16:46


O ministro do Interior de Angola, Roberto Leal 'Ngongo', reconheceu hoje, em Luanda, que o "baixo nível académico" dos polícias é uma das "principais causas" de algumas acções "pouco lógicas" dos agentes.


O governante fez este reconhecimento ao visitar as instalações da Polícia Nacional no bairro do Sambizanga, onde esta semana a polícia matou dois jovens actores durante as filmagens de uma cena sobre delinquência juvenil.

"Ngongo" disse ainda que esse "baixo nível académico" da polícia leva, muitas vezes, a reacções sem carácter científico, lógico, para aquilo que deveria ser normal intervenção da autoridade policial".

Esta visita ao comando da segunda divisão da polícia do município do Sambizanga, deveu-se ao facto de polícias terem morto, esta semana, neste problemático bairro da capital angolana, quatro pessoas, os dois actores e dois vendedores ambulantes.

Segundo o ministro do Interior, a visita visou tomar conhecimento do funcionamento da divisão e dos problemas que enfrenta.

"Quero conhecer um pouco do funcionamento da divisão, como está hierarquizado o seu comando, como é que são cumpridas as ordens e quem é que aqui dá ordens de abrir fogo", referiu o ministro.

Roberto Leal 'Ngongo' reconheceu que o número de polícias que operam naquele município "é muito reduzido" para a sua dimensão, 14.18 quilómetros quadrados e com cerca de 600 mil habitantes.

"O rácio de efectivos operacionais é muito reduzido para um município tão grande como o Sambizanga e essa é uma das grandes preocupações", frisou.

Referindo-se aos últimos acontecimentos, o governante disse que continua o inquérito para apurar responsabilidades a nível de chefias, para posterior tomada de medidas.

Questionado sobre a hipótese de afastamento de cargos respondeu apenas que "há um inquérito que está a ser feito para ver como é que tudo se passou".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
 



 Ligações

 Jornal de Angola
 Sindicato dos Jornalistas
 AngolaPress - Angop
 Televisão de Angola
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design e SEO Angola por NOVAimagem