As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Ainda é cedo para adesão do país à NATO, dizem os EUA
- 27-Feb-2009 - 20:50


Os esforços “bem sucedidos” de Cabo Verde no combate ao tráfico de droga e na boa governação podem abrir portas a outras organizações regionais ou internacionais, sendo ainda cedo para se definir uma eventual adesão à NATO.


As palavras são da embaixadora dos Estados Unidos na Praia, Marianne Myles, quando questionada hoje pela Agência Lusa sobre a eventualidade de Cabo Verde poder aderir ou entrar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO).

A diplomata norte-americana, que falava à Lusa na sequência da visita de um dia a Cabo Verde da Adjunta do Comandante para as Actividades Civis e Militares do Comando Africano dos Estados Unidos (Africom), Mary Carlin Yates, salientou que os esforços “bem sucedidos” das autoridades da Praia no combate ao tráfico de droga e outras ilegalidades “podem abrir muitas portas de muitas organizações”.

“O nível de cooperação que Cabo Verde tem mantido e o interesse em encontrar uma solução regional fala muito bem por Cabo Verde, mostra os esforços desenvolvidos. Têm vários parceiros e uma relação especial com a União Europeia (UE) e isso é muito importante para o futuro”, referiu.

“Não penso que estamos (EUA) em posição de expressar uma opinião sobre uma eventual adesão do país à NATO, ou sobre um convite ao país para integrar a NATO. A questão importante é saber se estão a colaborar com os parceiros e se estão a realizar progressos na luta contra o tráfico de droga. E, ambos os casos, a minha resposta é sim, o que irá abrir portas de muitos lados”, frisou Marianne Myles.

“Um parceiro que tem caminhado na direcção certa e que tem mostrado melhorias na luta contra o tráfico de droga, afectando recursos (financeiros e humanos) para essa prioridade, obviamente que vai abrir ainda mais portas a parceiros. Cabo Verde, aliás, tem-se mostrado um parceiro muito fiável, de muitas maneiras”, adiantou.

Já Mary Yates, instada a pronunciar-se sobre o papel que Portugal pode desenvolver no combate ao tráfico de droga na África Ocidental, nomeadamente em Cabo Verde e Guiné-Bissau, indicou que as autoridades de Lisboa estão a trabalhar já nas formas de actuação a seguir, integrando-se nas acções de cooperação bilateral e multilateral.

“Temos uma excelente cooperação com Portugal, onde já estive (em Novembro de 2008), e temos em curso uma acção conjunta na área da formação da Polícia, entre outras acções. Mas estamos a procurar novas formas de cooperação, aos níveis bilateral e multilateral, e é por isso que irei ainda ao Gana, Senegal e Guiné-Bissau, para tentar apoiar o processo de reformas no domínio da segurança”, referiu.

Sobre a eventualidade de Cabo Verde poder vir a albergar a sede do Africom, Mary Yates reiterou o que já tinha dito em Novembro último, quando esteve em Lisboa, lembrando que, até 2012, o “quartel-general” do Comando permanecerá em Estugarda (Alemanha).

“Até 2012, (a sede do Africom) manter-se-á em Estugarda. Por isso, com a nossa presença lá, e em colaboração estreita com os governos da África Ocidental e com os aliados europeus, é uma boa solução para encontrarmos soluções”, referiu.

Mary Yates chegou quinta-feira à noite à Praia para manter encontros com os ministros cabo-verdianos da Defesa, Cristina Lima, e dos Negócios Estrangeiros, José Brito, com quem analisou o reforço da cooperação norte-americana em vários domínios, com realce para o apoio às acções conjuntas no combate ao tráfico de droga.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem