As Notícias do Mundo Lusófono
 
Tudo sobre o Mundo Lusófono Votar à página principal
     Última Hora:

 
          em   
 


 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Lorosae
 » Comunidades
 » CPLP

 « Arquivo »

 


 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Manchete


Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 


 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios





 
  news  
Da democracia ao totalitarismo
- 22-Nov-2009 - 20:06


Hoje em dia uma das expressões mais utilizadas, para além da palavra Corrupção é Ética Social. Lado a lado! Nas vésperas da cimeira mundial sobre a segurança alimentar, nos passados dias 16 e 18 de Novembro, Jacques Diouf da FAO e Ban-Kimoon da Onu, levaram a cabo uma greve de fome de 24 horas como protesto contra a fome crónica mundial e ausência de medidas concretas para atacar esse grave problema. Resolveram assim fazer um apelo aos líderes mundiais e à população em geral para que aderissem ao "projecto"!


Por Helena Alves

Projecto?! de quem da ONU? da FAO? dos LIDERES MUNDIAIS?! Cheira-me a esturro!

Estes projectos deixam muito a desejar... realmente deixam, mas estão a banalizar-se e de que maneira! Estão a aproveitar a capacidade mimética (imitação) inerente ao homem e a sua bondade já tão mitigada! Agora pelos vistos, querem que seja a população em geral, a tomar a responsabilidade do que se passa no mundo? que diabo se passa?! Mas como me disseram, nós temos de ajudar, nós somos as ONG, o Estado e a ONU.

O quê?! Mas afinal somos essas organizações, apenas no que toca a dar contributo?! E quanto ás decisões que tomam, sem que a população em geral o saiba e onde é apenas um peão mandado, como no caso dos capacetes azuis?! E quanto às decisões de distribuição do dinheiro público?! E quando decidiram esses banqueiros e especuladores financeiros despoletar a crise?! A população participou?

Dizem que temos de ajudar os outros, agora mais do que nunca. Mas exactamente por sermos o Estado e a ONU, por sermos indivíduos e não apenas obreiros desses Estados e dessa ONU, exactamente por isso, pois não somos máquinas nem autómatos, é que devemos dizer, o quanto neste momento querem fazer crer, que a precedência das organizações é que é importante... errado.

Ora uma organização preceder sobre o indivíduo, é subordinar os meios ao fim, (um ditador famoso do séc.xx usou a mesma estratégia). Nós não fomos concebidos como as formigas ou abelhas, que já nascem com um papel definido numa organização! Somos mais como os lobos ou elefantes, nascemos para viver em grupos, sem um papel pré-estabelecido e é genético! Pois a mim parece-me que estão a fazer exactamente isso hoje em dia, essas organizações, Estado e outras subordinadas aos Estados. Incutem-nos o papel organizativo e nós fazemos... e ficamos com essa responsabilidade, que é isso que pretendem.

Uma nova Ética Social tem como palavras chave:- Integração, Trabalho de Equipa, Vida em Grupo, Ajustamento, Adaptação, Dinâmica de Grupo, Lealdade ao Grupo, Pensamento de Grupo, Criatividade de Grupo. Isto é Engenharia Social, altamente especializada e uma verdadeira armadilha, digam o que disserem, o termo Egoísmo Social, foi por eles inventado e não apanhado como um vírus, como nos querem fazer crer. Há que bater o pé e dizer chega.

Somos animais gregários e agora tudo começa a correr mal. Quanto ás ONG e associações independentes, que desistiram de esperar pelo Estado, são organizações, que a meu ver, dão a supremacia ao indivíduo, são a prova do ALTRUÍSMO e BONDADE humana e cada vez mais a responsabilidade será delas e do individuo que paga os seus impostos, dependendo da sua capacidade de dar.

Por se dar valor á organização e não ao indivíduo, é que minguou a entreajuda e a fraternidade. O "Egoísmo Social", é realmente condicionador dos comportamentos humanos. Deve-se na minha opinião á Educação e envolvente social, a que todos estamos sujeitos desde tenra idade.

A modificação é praticamente impossível, pois a nossa sociedade de consumo está controlada pelos interesses do Egoísmo Individual daqueles que se transformaram em poderosos Egoístas.

A Globalização pretende estender os tentáculos desse Egoísmo Individual. O Estado das Nações até ganha com isso, nos impostos. É o nosso modo de vida. Estamos aprisionados. Só uma revolução Ética pode modificar o nosso destino.

A Educação dos comportamentos é fundamental. A nossa sociedade está a ser amplamente des-humanizada, a bem da tão falada e politicamente correcta Ética Social, que veio substituir a Educação, no sentido lato da palavra. É que a Educação visa o indivíduo e tenta trazer ao de cima o melhor que cada um tem para dar. Os Grandes Egoístas, visam a organização de grupo, em detrimento do indivíduo. Das duas uma, ou "acordamos" muito rapidamente, ou os nossos filhos irão viver um Autoritarismo baseado no assédio e numa sociedade classificada em castas, em tudo parecida com a feudal.

Por isso mesmo é que a Educação, no modelo clássico foi posta de lado e o individualismo daí resultante é fruto dessa manobra nova, chamada de Ética Social. Já entramos nessa Nova Ordem e vai ser muito difícil sair, porque com esse individualismo maléfico, as pessoas tendem a não pensar pela sua cabeça. Um humano quando nasce, já nasce com um sentido de Justiça... é preciso que seja desenvolvido através da Educação e é preciso trazer ao de cima, "explorar" o melhor de cada um, não nos tentando impingir como fazem os grandes, o que é melhor para nós, ou seja, para eles! Temos de ter participação activa em todas as instituições, especialmente se se auto intitulam DEMOCRÁTICAS.

Desde a II Guerra Mundial, que engenheiros sociais têm vindo exaustivamente a estudar o comportamento de massas e o sucesso de Hitler como um líder dogmático, lançaram-se pois na chamada "Investigação de Motivações". Hitler explorava e utilizava sistmáticamente os temores, as esperanças, os desejos as frustrações de todo um povo. É pela manipulação de "forças ocultas" que os peritos em publicidade nos induzem a comprar desde uma pasta de dentes a um Fuehrer."Toda a propaganda é eficaz, deve confinar-se ao estritamente indispensável em meia dúzia de fórmulas estereotipadas, constantemente repetidas, porque só pela repetição constante se conseguirá imprimir finalmente uma ideia sobre a memória de uma multidão" - escreveu Hitler.

Hoje em dia a Educação foi substituída pela Ética Social, onde o Alto Poder e Finança visam sobrepor a organização ao indivíduo. Por outras palavras, a aprendizagem com Hitler está a dar mostras de sucesso. Com a tecnologia ao seu dispor, a ganância dos líderes mundiais, conduziu-nos a uma Nova Ordem.

Suspeito que a maioria dos homens, ainda manuseada pelas novas técnicas de modificar os comportamentos humanos, diga que tudo isto não passa da Teoria da Conspiração. A memória colectiva do que não é bom, esbate-se perante promessas de uma vida cheia de conforto e qualidade.

Só que o Planeta não aguenta e os líderes sabem muito bem disso. Há que acordar para uma nova realidade. O despoletar da crise teve como pano de fundo a ruína do povo e um travão no consumo. A História está a repetir-se num ciclo muito curto. E o silêncio das massas continua... Quando acordarmos será demasiado tarde, se o não é já!

É que foram muitos anos de experiência, para sabermos que apenas uma ÍNFIMA PARTE destes contributos, CHEGAM a quem de direito! Agora terão de ser os que pouco têm, a distribuir pelos que nada têm?! Bem vistas as coisas os Grandes querem é meter ao bolso e esperar que o mundo fique todo na pobreza.

Como eles costumam dizer, é a CRISE! Vacinas para uma gripe e para a febre amarela, a hepatite, a febre tifóide, o tétano e tantas outras, onde estão?!

Nós queremos é ver com os próprios olhos, os nossos irmãos africanos, sul americanos, europeus e asiáticos, sem FOME e com SAÚDE. Se distribuíssem o dinheiro dos capitalistas, que só pensam em guardar para eles, o Mundo não passava fome! O ALTO PODER ECONÓMICO e POLÍTICO é o EGOÍSMO SOCIAL, que começou a estender os seus tentáculos às camadas ECONOMICAMENTE PRIVILEGIADAS.

Temos que estar atentos senão convencem-nos pelo assédio (o comprimido vermelho do Matrix, para quem viu o filme) e não tarda nada, parecemos autómatos a fazer o que nos mandam e a odiar-nos uns aos outros. Há que ter muito cuidado, pois desde a II Guerra Mundial que estudam a fundo o comportamento de massas, para exactamente poderem controlar o ser humano globalmente e estão a conseguir!


Voltar

Ver Arquivo

 
 
Participe na Lista de discussão sobre a Lusofonia
 
  Copyright © 2002 Notícias Lusófonas | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos |
design e programação