As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
PALOP entre 23 países africanos em emergência alimentar
- 23-Jul-2003 - 22:10

Angola, Moçambique, Cabo Verde e Guiné-Bissau estão entre os 23 países africanos que enfrentam graves carências alimentares, alertou hoje a Agência das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).


Num comunicado, divulgado em Roma, a FAO aponta como principais causas para a falta de alimentos os conflitos internos, o mau tempo, a deslocação interna de pessoas e o caos da economia.

Em Angola, apesar da produção de cereais ter aumentado devido ao bom tempo e ao regresso de muitos deslocados internos às zonas rurais, cerca de 1,4 milhões de pessoas vão continuar a recorrer à ajuda alimentar, diz a FAO.

No caso de Moçambique, a produção de cereais também aumentou, mas cerca de 940000 pessoas das províncias do sul precisam de ajuda alimentar, porque a seca e as altas temperaturas que se fizeram sentir devastaram as colheitas de milho.

Na Guiné-Bissau, a produção de cereais no ano de 2002 foi oficialmente estimada em cerca de 151400 toneladas, 8 por cento menos do que no ano anterior.

Segundo a FAO, o abastecimento alimentar é satisfatório neste país, contudo, existem pessoas nas regiões fronteiras ao Senegal, com graves problemas alimentares, que precisam de assistência.

Em Cabo Verde, devido à seca, a produção de milho, cerca de 5.000 toneladas, também foi menor em 2002, obrigando à importação de 100.000 toneladas para serem comercializadas. A ajuda alimentar situa-se em cerca de 75268 toneladas.

A Libéria, a República Democrática do Congo, a Serra Leoa, o Zimbabué e o Uganda são outros dos países que pertencem ao grupo dos 23 que enfrentam graves problemas alimentares.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem