As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
BAD disponibiliza 10 milhões de dólares até final de 2004
- 25-Jul-2003 - 11:34

O vice-presidente do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) estimou em cerca de 10 milhões de dólares os créditos que a instituição vai disponibilizar a Cabo Verde, na totalidade ou em regime concessional, até final de 2004.


Bisi Ogunjobi, que chegou quinta-feira ao arquipélago, estabeleceu dois cenários para os compromissos a serem assumidos para esse período, adiantando que o primeiro prevê um montante de cerca de 7 milhões de dólares (cerca de 6,1 milhões de euros), e o segundo valores próximos dos 10 milhões (aproximadamente 8,8 milhões euros).

O vice-presidente do BAD considerou, em declarações à Agência Lusa, haver mais inclinação para a segunda possibilidade, em virtude do que considerou ser uma "excelente resposta do governo cabo-verdiano às condições impostas para o acesso aos fundos" disponibilizados por aquela instituição financeira.

"Vamos trabalhar inicialmente com o cenário-base, mas se a performance de Cabo Verde for do mesmo nível daquilo a que já nos habituou, tudo indica que os nossos engajamentos poderão ultrapassar os 10 milhões de dólares", perspectivou Bisi Ogunjobi.

Os fundos em questão irão destinar-se ao "financiamento de projectos económicos e de cariz social", adiantou aquele responsável, especificando que os sectores a privilegiar serão a agricultura e desenvolvimento rural e a educação e formação profissional.

Bisi Ogunjobi deixou em aberto a possibilidade de financiamento de projectos de reabilitação dos sistemas de produção e distribuição de electricidade e água na cidade da Praia, mas alertou para o facto de que essa hipótese está ainda "apenas em fase de negociação".

Quanto a projectos em vias de execução, em número de nove, o vice-presidente do BAD considerou que a "maior parte está a executar- se normalmente" mas referiu, pela negativa, o da construção do novo aeroporto Internacional da Praia, que disse ter "ultrapassado substancialmente o prazo de materialização previsto".

Bisi Ogunjobi isentou, no entanto, o governo cabo-verdiano de responsabilidades pelos atrasos registados, considerando que "ficaram a dever-se a factores aleatórios como a falência da empresa construtora e outros condicionalismos".

De qualquer forma, o novo aeroporto da Praia, em cujo financiamento o BAD comparticipou com um total de 12 milhões de dólares, terá de ficar concluído durante o primeiro trimestre de 2004, segundo o vice-presidente, que adiantou haver já um "compromisso firme" do governo nesse sentido.

Também o projecto de desenvolvimento da pesca industrial, que a instituição financia, encontra-se nas mesmas condições, mas o prazo para o seu término ainda não foi fixado, dependendo essa decisão de negociações em curso entre o governo e o BAD.

Mesmo tendo em conta estas duas situações "excepcionais", Bisi Ogunjobi mostrou-se satisfeito com o grau de resposta que as autoridades cabo-verdianas têm dado aos compromissos assumidos, e adiantou que o nível das execuções "aproxima-se dos 60 por cento, quando a média nos restantes países africanos é de 45".

Aquele responsável estimou em mais de 250 milhões de dólares (219 milhões de euros) o total dos fundos colocados à disposição de Cabo Verde, em regime concessional, desde a independência do arquipélago, para financiamento de 32 projectos de desenvolvimento e outras acções.

Os recursos do BAD têm-se concentrado em sectores e domínios como transportes e infra-estruturas rodoviárias (27,71 por cento), agricultura (21,71 por cento), social (20,58 por cento), equipamentos colectivos (14,47 por cento), indústria (8,33 por cento) e projectos multisectoriais (7,19 por cento).

A cooperação com Cabo Verde é "importante e está a atravessar um bom momento", considerou Bisi Ogunjobi em jeito de balanço, adiantando que o facto de um vice-presidente daquela instituição estar de visita ao arquipélago, pela primeira vez, é "sintomático".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem