As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Manchete
Caos regressa a Moçambique
- 1-Sep-2010 - 11:02


Violentos protestos contra o aumento do custo de bens essenciais resultam em vários feridos e mortos, sobretudo na região de Maputo

Os protestos contra os aumentos dos bens de consumo chegaram ao centro de Maputo, Moçambique, com relatos de tumultos em locais como a Avenida de Angola ou Bairro Coop. A polícia disparou contra os manifestantes e há vários feridos e alguns mortos (ver desenvolvimentos na Secção Moçambique).

"Também em Moçambique a barriga vazia é má conselheira", crónica de Orlando Castro


Não é possível quantificar o número de feridos ou a existência de mortos, embora alguns órgãos de comunicação social falem de pelo menos dois mortos, duas crianças, na zona do aeroporto. A televisão STV já mostrou imagens de alguns populares baleados.

A avenida de Angola, centro da cidade, está cortada ao trânsito e há pneus a arder, tendo sido apedrejado um autocarro.

Jorge Kalau, o chefe da polícia de Moçambique, disse que a corporação irá fazer tudo para reprimir as manifestações.

Os protestos começaram na manhã de hoje nos bairros periféricos, devido ao aumento do custo de vida. Hoje mesmo aumentaram os preços da água e da electricidade.

No centro da cidade há estabelecimentos a encerrar. Alguns dos bancos estão já encerrados.

O bairro de Magoanine, arredores de Maputo, Moçambique, vive hoje momentos de caos, com lojas a serem saqueadas por populares e estradas cortadas.

Há pessoas a correr por todos os lados, pneus a arder, muito fumo e as estradas estão cortadas com pneus e grandes pedras.

Das várias lojas oi possível ver populares a sair carregados de caixas de cerveja mas também com refrigerantes e arroz.

No local não é visível grande aparato policial e só a dependência do Millennium Bim está a ser guardada por dois polícias.

O bairro de Magoanine foi o epicentro dos protestos de há dois anos, quando as pessoas também saíram à rua contra o aumento do custo de vida.

O protesto de hoje, que começou de madrugada com a “greve” dos transportes públicos (chapas), deve-se também ao aumento do custo de vida.

No centro da cidade de Maputo não há praticamente trânsito e as lojas foram fechando ao longo da manhã, com as pessoas a tentar agora regressar a casa.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
Construção e optimização de  web sites - NOVAimagem  - search engine optimization
 Ligações

 Jornais Comunidades
Algarve Car Hire
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação de Sites Portugal por NOVAimagem