As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Festival Mindelact reforça vertente lusófona
- 16-Aug-2003 - 14:19

Uma forte presença lusófona, com grupos de cinco dos oito países que compõem a CPLP, marca a edição deste ano do Festival Internacional de Teatro do Mindelo (Mindelact), Cabo Verde, a decorrer entre 10 e 21 de Setembro.


Ausentes estão apenas grupos teatrais de Timor-Leste, Moçambique e Guiné-Bissau, e das oito edições do festival já realizadas assinala-se no Mindelact 2003 a estreia de S. Tomé e Príncipe, com o Grupo de Teatro Ossobô.

Na programação oficial do festival estão presentes três grupos de Portugal, dois do Brasil e dois de Angola, mas unidos numa produção conjunta, um de S. Tomé e Príncipe e sete de Cabo Verde, país anfitrião, a que se junta também um da Bélgica.

A reforçada presença de grupos de países de língua portuguesa é justificada pelo director artístico do festival com o facto de este ano a cidade do Mindelo ostentar o estatuto de Capital Lusófona da Cultura.

Logo que recebeu o estatuto para a cidade, em 2002, a Câmara Municipal do Mindelo considerou o festival Mindelact uma das actividades centrais, por ser já o mais importante evento deste género na África Lusófona e um dos mais importantes regularmente realizados no continente africano.

"Ao fazer esta programação procurámos estar à altura de tal estatuto, conscientes também que demos a nossa contribuição para que à cidade do Mindelo fosse dada a honra de apadrinhar tão louvável iniciativa", realçou João Branco, director artístico do festival.

O responsável explicou à Agência Lusa que dentro dessa lógica de evocar de forma elevada o estatuto de Capital Lusófona da Cultura houve uma preocupação redobrada na escolha dos espectáculos e dos grupos que iriam participar na presente edição.

O espectáculo de abertura do Mindelact, a 10 de Setembro, coube este ano ao belga Bernard Massuir, que apresentará um trabalho, "ItÈs Jazzzz Thing!", em que explora as potencialidades vocais.

Dia 11 será a vez da produção cabo-verdiana "Por definir", concebida pelos grupos da ilha de S. Nicolau Teatro BÈLeza e Jovens Unidos do Campim. No dia seguinte é estreada a co- produção do Grupo do Centro Cultural Português do Mindelo com o Atelier Teatrakácia, uma arrojada versão em língua cabo-verdiana do clássico de Shakespeare "Rei Lear", com encenação de João Branco.

O grupo português de Tondela, o Trigo Limpo Teatro Acert, sobe ao palco para apresentar a 13 de Setembro "Sexo? Sim Obrigado, ou a Arte de Folgar", uma criação inspirada nos italianos Franca Rame, Jacopo Fo e Dário Fo.

Com Woza Albert", de Percy Mtwa, Mbongeni Ngema e Barney Simon, o Grupo de Teatro Elinga Luanda, agora em co-produção com o Grupo Museu do Pau Preto, regressa pela terceira vez dia 14 a Cabo Verde para participar no Mindelact.

"Razon di nhÈangústia", pelo Grupo de Teatro Ramonda (Cabo Verde), e "Oé, Oé, Oé!", pelo Grupo de Teatro Mínimo (Portugal), sobem ao palco a 15 e 16 de Setembro.

A 17 é a vez de "Aux Pieds de la Lettre" pela Companhia Dos à Deux, composta por dois actores brasileiros radicados em França. É a segunda vez que este duo participa no Mindelact. Desta vez trazem uma produção concebida a partir de uma pesquisa realizada num hospício.

"Vida Dupla", de Cadú Favero, pela Companhia Livre de Teatro do Rio de Janeiro, Brasil, a apresentar dia 18, é uma das atracções desta edição. É composta por actores ligados à Rede Globo, é às novelas, que a organização do Mindelact espera poder funcionar como um atractivo para criar hábitos de ver teatro nos cidadãos.

"A Tartaruga que Canta", de Senouvo Agbota Zinsou Grupo de teatro Ossobô, de S. Tomé e Príncipe, e "O Relato de Alabad", de Nuno Pino Custódio, pelo Teatro Meridional, de Portugal, são os espectáculos agendados para os dias 19 e 20 de Setembro.

O encerramento do Mindelact 2003 é feito pelo Grupo de Teatro Juventude em Marcha, de Santo Antão, a mais antiga formação teatral em actividade em Cabo Verde. Dia 21 apresentam "Coruja", da autoria de Jorge Martins.

Uma das grandes atracções desta edição será "O Autocarro da Riola" (O autocarro do boato), um espectáculo concebido no interior de um autocarro a circular pela cidade, numa co-produção Mindelact/Grupo de Teatro Dionísius, de Cabo Verde.

Inspirado na produção de há um ano de "O Autocarro do Amor", produzido pelo grupo português ArtÈImagem, "O Autocarro da Riola" circulará pelas ruas do Mindelo nos dias 15, 16, 17, 18 e 19 de Setembro.

Paralelamente ao programa oficial, o Mindelact 2003 apresenta mais três programas, um de experimentação teatral, outro dedicado à infância, e um terceiro para a formação em domínios da técnica vocal, com Bernard Massuir (Bélgica), de teatro gestual, com André Curti e Artur Ribeiro (Guiné Equatorial), encenação, com Miguel Seabra (Angola), e Iluminação, com César Fortes (Cabo Verde).

O Teatrolândia, programa para a infância patrocinado pela UNICEF, inclui as produções "O que os olhos não vêem", pelo Grupo de Marionetas do CCP do Mindelo, "Filho de peixe, peixinho é!", pelos Palhaços Reis, "Mofa e Befa", por Marlon Fortes - Teatro Gestual, e "Magia!", uma incursão neste género literário do poeta cabo-verdiano Corsino Fortes.

O Festival Off, um espaço de experimentação teatral, este ano subordinado ao tema uma "Uma Cama de Casal/Stop SIDA", decorre de 15 a 20 de Setembro com os grupos cabo-verdianos Explosão de Cultura, Boa Esperança, Help Jovem, Nova Casa e Estrelas do Sul.

O Mindelact é um festival com algumas singularidades. São os próprios grupos participantes que procuram os meios para se deslocar a Cabo Verde. À organização competem os encargos com o seu acolhimento, que este ano ascendem a cerca de 6 mil contos cabo-verdianos ( cerca de 54.400 euros).

A União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), a CPLP, o Instituto Camões, os ministérios da Cultura do Brasil, Portugal e Cabo Verde e a Cooperação Portuguesa são alguns dos principais apoiantes do Mindelact 2003.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem