As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Cabo Verde aprova diploma para regular sector de prestação de serviços
- 3-Jan-2011 - 11:10


O governo cabo-verdiano aprovou o projecto de decreto-lei que irá regulamentar o sector de comércio dos serviços no arquipélago, que irá segundo o executivo dar "respostas mais céleres e melhor regulação do sector".


O diploma, aprovado em sede de conselho de ministros, vai, segundo a porta-voz, Janira Hopfer Almada, permitir a simplificação e agilização dos regimes de licenciamento, com a redução do tempo de decisão e custos.

A ministra da Presidência do Conselho de Ministros explicou ainda que o decreto visa, sobretudo, potenciar as micro e pequenas empresas, de acordo com os compromissos assumidos com a Organização Mundial do Comércio (OMC) e garantir um aumento de competitividade do país com ganhos no crescimento económico e na geração de empregos.

"Pretende-se assim, um quadro normativo mais transparente e facilitador do crescimento das actividades de serviços, a simplificação de procedimentos, uma resposta mais célere, a melhoria dos direitos dos destinatários dos serviços e uma melhor regulação do sector", disse.

As principais novidades, segundo a governante, prendem-se com a limitação dos casos em que se deva exigir uma licença ou autorização para prestação de serviços em território nacional, a criação de um balcão único com procedimentos electrónicos procurado e a assunção do princípio da não discriminação dos destinatários dos serviços.

O Conselho de Ministros aprovou ainda o projecto de decreto-lei que autoriza a importação de mercadorias por empresas de serviços que não tenha por objecto o comércio de importação.

Um diploma que irá, segundo o governo, combater a concorrência desleal praticada por empresas que, não tendo por objecto o comércio de importação, têm vindo fazer a importação de bens para a sua utilização exclusiva.

"O princípio da liberdade económica impõe que não se proíba a quem queira e que esteja em condições de realizar importação de bens de que necessita para prosseguir a sua actividade, o faça. Assim, o governo entendeu estabelecer para o sector de serviços, a regra de que as empresas de serviços podem fazer a importação de bens de que necessitam para fins exclusivos, mas com proibição absoluta da sua comercialização", explicou.

Ainda na sessão da semana passada, o Conselho de Ministros aprovou o decreto-lei que regula a importação de mercadorias por organismos públicos integrados na administração indirecta do Estado ou da administração autónoma.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona design e programação NOVAimagem - Web design, alojamento de sites, SEO