As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Programa MIDA custa 3 milhões de dólares em Cabo Verde
- 25-Aug-2003 - 19:42

O programa Migração para o Desenvolvimento em África (MIDA), que começa a ser implementado em Cabo Verde a partir de Janeiro do próximo ano, está estimado em três milhões de dólares americanos, apurou a PANA na cidade da Praia de fonte segura.


Com a duração de três anos, o programa MIDA visa favorecer o reforço das capacidades institucionais dos governos africanos para gerir e atingir os objectivos do desenvolvimento, através da transferência de competências apropriadas e dos recursos financeiros e outros dos africanos na diáspora para os respectivos países de origem.

O governo de Cabo Verde apresentou já programa aos parceiros e representantes consulares dos países que acolhem maior número de emigrantes cabo-verdianos e que vão contribuir para o seu financiamento prático.

Para levar a cabo o projecto do MIDA, Cabo Verde escolheu como grupo alvo de estudo países de residência como Estados Unidos, França, Itália, Holanda, Portugal e Senegal.

A escolha destes países, segundo o técnico da Organização Internacional para as Migrações (OIM), Mário Tavalage, que fez a apresentação geral do programa MIDA, deve-se ao facto de serem os países de emigração onde reside uma parte significativa de cabo-verdianos que não só mantém ligação permanente com o país de origem, mas também enviam remessas importantes que têm ajudado no desenvolvimento económico de Cabo Verde.

Os EUA é país onde o número de emigrantes cabo-verdianos já ultrapassa os 250 mil, seguidos de Portugal com 105 mil, Senegal com 25 mil, Holanda com 17 mil e França com 12 mil.

Estes dados revelam que a componente da diáspora ultrapassa 60 por cento da população residente (434.624 habitantes).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem