As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Milhares de cartões de eleitor sob suspeita
- 4-Sep-2003 - 15:21

Mais de 60 mil cartões de eleitor estão no centro de uma nova polémica entre o governo e a oposição na Guiné-Bissau, por suspeita de uso indevido no processo de recenseamento eleitoral.


Os cartões de eleitor em causa foram entregues pessoalmente pelo secretário geral da Administração Territorial da Guiné-Bissau, Joaquim Namoni, ao representante deste organismo estatal que coordena o processo eleitoral no sul da Guiné-Bissau.

A coordenação do processo eleitoral cabe ao Ministério da Administração Interna (MAI), que tutela a Secretaria Geral da Administração Territorial, e à Comissão Nacional de Eleições (CNE).

No entanto, as operações relacionadas com o recenseamento, incluindo o transporte e a distribuição de cartões de eleitor, são da competência do Instituto Nacional de Estatística e Censos (INEC).

A polémica surgiu depois de o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e a coligação Plataforma Unida (PU) terem denunciado a ilegalidade alegadamente cometida pelo secretário geral da Administração Territorial.

A oposição entende que "a intenção do secretário geral da Administração Territorial é muito suspeita", por não haver enquadramento legal para esta situação.

Os mais de 60 mil cartões de eleitor fazem parte dos cerca de 650 mil que foram oferecidos por Portugal como contributo para o processo eleitoral, que vai culminar no dia 12 de Outubro, com as eleições legislativas antecipadas.

A campanha eleitoral começa no próximo dia 19.

No entanto, Joaquim Namoni, garante que "não há nenhuma intenção ilegal" na entrega dos 60 mil cartões no sul do país, porque "foi feita devido ao difícil acesso à região" e porque tinha uma viagem organizada para a zona.

"Foi tudo feito com conhecimento do Instituto Nacional de Estatística e Censos", disse Namoni.

Entretanto, a Liga Guineense dos Direitos Humanos (LGDH), pediu hoje, em comunicado, uma urgente investigação às várias denúncias feitas pela oposição de alegados movimentos com o objectivo de fraude eleitoral no actual recenseamento.

A LGDH manifesta-se "muito preocupada" quando os "indícios apontam para pessoas colocadas no Governo ou próximas do partido do Governo".

Em causa, até ao momento, está a entrega por Joaquim Namoni dos 60 mil cartões no sul da Guiné-Bissau, o recenseamento de cidadãos estrangeiros e a acusação da PU ao ministro do Comércio, Botche Candé, de transportar cidadãos de Bissau para a região de Bafatá para ali se recensearem.

Bafatá é a região onde Botche Candé é candidato a deputado nas listas do Partido da Renovação Social, no poder, e a acusação já foi confirmada pelo presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Higino Cardoso.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem