As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Mulheres sindicalistas criam organização autónoma em Cabo Verde
- 7-Sep-2003 - 12:31

As mulheres sindicalistas filiadas na União Nacional dos Trabalhadores Cabo-verdianos - Central Sindical (UNTC-CS), reúnem-se de 22 a 23 de Setembro, na cidade da Praia, numa conferência nacional destinada à criação de uma Comissão Feminina autónoma no seio desta organização.


De acordo com a presidente da comissão instaladora da Comissão Feminina da UNTC-CS, Sara Lopes, a nova organização a ser criada faz parte da agenda desta central sindical desde 1998 e decorre dos compromissos internacionais assumidos junto da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Confederação Internacional dos Sindicatos Livres (CISL).

Sara Lopes, que é igualmente deputada do PAICV, partido no poder em Cabo Verde, explicou que o objectivo era instituir uma organização "que trabalhae essencialmente nos problemas que afectam as mulheres no mundo laboral".

A Comissão Feminina da UNTC-CS irá zelar pela implementação das convenções internacionais relativas à mulher no local de trabalho, nomeadamente em matéria de direitos laborais e políticos, do direito à não discriminação e à protecção na maternidade, entre outras.

Sara Lopes considera que o ambiente laboral em Cabo Verde está a mudar e que a mulher pode ficar numa situação de maior fragilidade, pois "as cargas sociais sobre elas são muito elevadas", e é preciso reorganizar a sociedade para que ela possa fazer a sua carreira profissional sem enfrentar, por exemplo, problemas de absentismo no trabalho.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem