As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Reforço de verbas para tratamento de doentes em Portugal
- 28-Sep-2003 - 12:21

O governo cabo-verdiano decidiu reforçar em 43 milhões de escudos cabo-verdianos (390 mil euros) o orçamento para pagar as mensalidades aos doentes transferidos para tratamentos em Portugal, no âmbito do acordo existente com aqueles país.


De acordo com o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Arnaldo Andrade, houve um aumento extraordinário do número de pessoas a viver em Portugal em tratamento e a verba orçamentada inicialmente revelou-se escassa para cobrir todas as despesas.

Este reforço financeiro que representa mais 30 a 40 por cento do inicialmente orçamentado, destina-se a garantir a continuidade do sistema, e a evitar que haja "atrasos e rupturas", disse.

Contudo, ficam por pagar ainda dívidas a doentes acumuladas ao longo de anos.

Arnaldo Andrade explicou ainda que o governo "está a trabalhar no aumento da capacidade de tratamento em Cabo Verde a fim de diminuir a evacuação de doentes para o exterior devido à falta de condições para o efeito no arquipélago".

Por outro lado, o governo está também a criar as condições para que o país venha a ter um serviço de saúde mais equitativo, em que haja maior participação dos cidadãos, ao mesmo tempo que vai criar bases sustentáveis em termos financeiros, para que os tratamentos no exterior possam ser feitos "sem sobressaltos", explicou.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem