As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Ministro da Saúde português no arranque de fábrica de medicamentos
- 8-Oct-2003 - 17:25

O ministro da Saúde de Portugal acompanha quinta-feira o primeiro-ministro de Cabo Verde no lançamento da primeira pedra de uma fábrica de medicamentos, na Cidade da Praia, resultante de uma parceria empresarial entre os dois países.


A nova unidade dos Laboratórios INPHARMA, empresa constituída por capitais cabo-verdianos e da "Labesfal", de Portugal (45 por cento), implicará um investimento de 3,5 milhões de euros, e irá duplicar a capacidade de produção de medicamentos genéricos.

O lançamento da primeira pedra da unidade fabril é o primeiro acto do programa da visita oficial de dois dias a Cabo Verde do governante português, Luís Filipe Pereira.

Num ano em que a Labesfal, de Portugal, comemora o seu 10º aniversário, a cerimónia de arranque do projecto, que conta também com a presença do primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, é encarada como uma aposta de expansão de mercados, para os vizinhos da África Ocidental, de Angola e Moçambique.

O aumento da capacidade produtiva para o dobro vai permitir à INPHARMA registar um volume de negócios em Cabo Verde de 05 milhões de euros em 2005, contra os 2,8 milhões que deverão ser atingidos em 2003.

Estima-se que com a entrada em funcionamento da nova unidade fabril a exportação de genéricos para Angola, Moçambique e para os países da Comunidade Económica dos Países da África Ocidental (CEDEAO) permitirá alcançar uma facturação que rondará 1,5 milhões de euros.

Os Laboratórios INPHARMA conseguiu em 2002 um volume de negócios em Angola e Moçambique de cerca de 91 mil euros, prevendo-se para o corrente ano um montante de vendas a rondar os 136 mil euros.

A facturação da empresa, que emprega 45 trabalhadores, atingiu 270 mil contos cabo-verdianos (perto de 2,5 milhões de euros) em 2002.

Em Cabo Verde, a INFARMA produz actualmente fórmulas sólidas (cápsulas e comprimidos) e líquidas (xaropes, pomadas e cremes), num total de 41 medicamentos genéricos, 13 com nome comercial e 11 sob licença de laboratórios portugueses.

Para além do lançamento da primeira pedra da nova unidade fabril, o Ministro da Saúde de Portugal participa num encontro de delegações dos dois países, visita unidades hospitalares da Cidade da Praia e participa, sexta-feira, na cerimónia de abertura do encontro de reflexão sobre o tema "Sector Farmacêutico em Debate - Que Perspectivas".

Luís Filipe Pereira deixa a Cidade da Praia sexta-feira à noite.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem