As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Atraso na afixação de cadernos eleitorais
- 9-Oct-2003 - 19:23

Os partidos políticos cabo-verdianos manifestaram esta semana a sua preocupação face ao atraso registado na afixação dos cadernos eleitorais nos concelhos da Praia e de Santa Catarina, dois dos principais centros populacionais do arquipélago.


Esta foi uma das questões em debate durante uma reunião que o ministro cabo-verdiano da Defesa e dos Assuntos Parlamentares, Armindo Maurício realizou com representantes dos partidos políticos e responsáveis das Comissões Regionais de Eleições da ilha de Santiago.

O ministro da Defesa e dos Assuntos Parlamentares é o governante que tutela a administração do processo eleitoral, e a reunião visou fazer o balanço dos preparativos para o novo ciclo eleitoral que se aproxima em Cabo Verde.

Todos os cadernos deveriam estar prontos até 15 de Agosto, devendo a partir dessa data e até 30 do mesmo mês, decorrer um período de reclamação, o que ainda não aconteceu nesses dois dos 17 concelhos do país, mas que albergam cerca de um terço da população do arquipélago.

Outras questões levantadas pelos partidos políticos prendem-se com o atraso registado na emissão dos cartões de eleitor, dos bilhetes de Identidade e a questão da eliminação das duplas e múltiplas inscrições.

Os representantes dos pequenos partidos políticos sem assento parlamentar levantaram também a questão da falta de recursos para uma participação activa na vida política cabo-verdiana.

Por sua vez, o ministro da Defesa e dos Assuntos Parlamentares informou que o sistema informático que suporta todo o sistema eleitoral em Cabo Verde "está em aperfeiçoamento, pelo que é natural que existam ainda falhas".

Tendo em conta que os problemas técnicos estão a ser paulatinamente ultrapassados, Armindo Maurício disse acreditar que todas as condições estarão criadas para que a realização das próximas eleições autárquicas em Cabo Verde, previstas para o primeiro trimestre de 2004, decorram num ambiente da maior transparência.

Em relação a afixação dos cadernos eleitorais nos concelhos da Praia e de Santa Catarina ficou o compromisso por parte da administração eleitoral de que o mesmo deverá acontecer na próxima semana.

Ao fazer o balanço da primeira fase de preparação das eleições, Armindo Maurício congratulou-se com os resultados obtidos no recenseamento eleitoral do ano em curso, uma vez que as previsões apontam para 17 mil novas inscrições.

Este número, segundo aquele governante, ultrapassa de longe as expectativas iniciais que apontavam para as oito mil inscrições.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem