As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
FMI satisfeito com desempenho de Cabo Verde
- 27-Oct-2003 - 14:58

O Fundo Monetário Internacional (FMI) está satisfeito com a forma como o governo Cabo Verde está a executar o seu programa de reformas no sector económico e das finanças públicas.


Numa entrevista ao suplemento económico do jornal "A Semana", o responsável do FMI para a África, Rogers Scott, afirma que, apesar da existência ainda de alguns aspectos negativos, "o FMI dá nota positiva ao programa de ajustamento económico em curso no arquipélago".

Scott destacou que o crescimento económico de Cabo Verde "dá mostras de estar a reforçar-se com uma inflação que se mantém baixa enquanto a balança fiscal se mantém relativamente forte".

"Em termos gerais, pensamos que a economia vai bem. É verdade que há muitos desafios pela frente, mas, para lhes fazer face, o governo tem um programa forte e abrangente", precisou.

Em relação ao sector financeiro, o funcionário do FMI reconhece que as taxas dos bancos têm-se mantido altas em Cabo Verde, mas que se vem registando "uma tendência para a sua queda nos últimos 12/18 meses".

"Sei que as pessoas gostariam que a redução dessas taxas fosse acelerada, mas isso acontecerá com o tempo. É um pouco difícil ver taxas de juro baixarem rapidamente em Cabo Verde", disse.

Nesta entrevista, publicada numa altura em que os resultados da última missão de avaliação do FMI tem sido alvo de leituras diferentes por parte do governo e da oposição, Rogers Scott, afirma não ver constrangimentos no caminho de Cabo Verde rumo ao desenvolvimento.

O MPD (Movimento para a Democracia) exigiu, terça-feira, um debate urgente, no Parlamento, sobre a remodelação governamental ocorrida na semana anterior, na sequência da demissão do antigo ministro das Finanças, Planeamento e Desenvolvimento Regional, Carlos Burgo, e da consequente acumulação dessa pasta pelo primeiro-ministro José Maria Neves.

O MPD justificava-se com o que considera de "grave situação económica e financeira" que Cabo Verde vive actualmente, em consequência do "mau desempenho da governação" do PAICV, partido que o substituiu no poder em Janeiro de 2001.

O Movimento para a Democracia disse ter-se baseado, nomeadamente, numa "apreciação negativa" feita ao desempenho do governo liderado por José Maria Neves, pela missão do FMI que esteve recentemente em Cabo Verde.

O MPD governou Cabo Verde durante dez anos (1991-2001), após a abertura política para o múltipartidarismo.

Por seu turno, o primeiro-ministro José Neves, entregou pessoalmente ao presidente da Assembleia Nacional uma cópia do memorando provisório produzido pela missão do FMI, a quem sugeriu que fizesse a distribuição do referido documento aos deputados e à comunicação social.

"Sobretudo, para esclarecer aqueles que, diariamente, procuram lançar suspeições sobre o país e tentam desenhar um quadro completamente negro da realidade, no sentido de desestabilizar as instituições cabo-verdianas", precisou.

Segundo o primeiro-ministro cabo-verdiano, o documento que lhe foi entregue pessoalmente pelos técnicos do FMI, ao contrário do que diz o MPD, congratula-se com o desempenho do seu executivo na área económica e financeira, sublinhando que o governo cumpriu rigorosamente o estabelecido com aquela instituição financeira.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem