As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Deputados precisam conhecer melhor o português
- 21-Nov-2002 - 16:53

O presidente da Assembleia Legislativa de Timor-Leste apelou hoje em Lisboa para o reforço da cooperação portuguesa no apoio técnico-jurídico e de ensino do português, língua oficial do mais jovem país do mundo.

Francisco Guterres, que foi recebido pelo presidente da Assembleia da República Portuguesa, João Bosco Mota Amaral, na sua primeira visita a este órgão de soberania desde a independência de Timor-Leste, falou em seguida na Comissão Parlamentar dos Assuntos Europeus e Política Externa, à qual deu conta das principais dificuldades dos parlamentares timorenses.

O presidente da Assembleia da República Portuguesa aceitou o convite de Francisco Guterres para se deslocar em visita oficial a Timor-leste, o que fará acompanhado de uma delegação parlamentar em data a combinar.

Mota Amaral, acompanhado de representantes de todos os grupos parlamentares com assento no Parlamento, enalteceu o esforço timorense e ofereceu ao seu homólogo uma salva de prata, tendo recebido de Francisco Guterres a medalha da independência do país, o oitavo Estado a integrar a Comunidade lusófona.

Na Comissão de Direitos Europeus e Política Externa, presidida pelo antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Jaime Gama, o presidente da Assembleia Legislativa de Timor-Leste explanou, a pedido dos deputados portugueses, as dificuldades dos seus colegas timorenses.

Disse que estavam representados no Parlamento de Timor-Leste 12 partidos políticos, tendo apenas três ficado de fora por não terem conseguido eleger qualquer deputado.

Realçou que a maioria dos deputados tem dificuldades na língua portuguesa e que muitos documentos têm de ser traduzidos, acrescentando que apenas dois grupos frequentam um curso de língua portuguesa.

Para o próximo ano, afirmou Guterres, pretende-se que todos os deputados possam receber essa formação e pediu a Portugal o reforço do número de técnicos que possam ensinar a língua oficial escolhida, o português, «símbolo da união que liga» Portugal e Timor-Leste.

O presidente do parlamento timorense pediu ainda o reforço do apoio em pessoal técnico-jurídico, para elaborar e interpretar as leis.

O presidente da Comissão parlamentar, Jaime Gama, reafirmou o empenho na ajuda a este novo país, assegurando que a comissão vai estar atenta ao desenvolvimento do Programa Indicativo de Cooperação para 2003 (PIC-2003), entre os dois países.

Afirmou que esta questão será levada ao presidente da Assembleia da República Portuguesa para que seja dada maior atenção às necessidades de assessoria no domínio técnico e jurídico e em matérias do foro parlamentar, nomeadamente em diplomas que exigem algumas especificidades da língua.

Lembrou o apoio que outros Estados da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) poderão desenvolver, nomeadamente Angola e o Brasil com a sua dimensão linguística de 170 milhões de falantes do português, bem como a própria instituição, no sentido do reforço da soberania de Timor-Leste.

Francisco Guterres, que se deslocou à Assembleia da República Portuguesa, depois de ter participado pela primeira vez no Fórum Parlamentar da CPLP, a 18 e 19 de Novembro em Cabo Verde, foi calorosamente saudado pela deputada do PSD nascida em Timor-Leste, Natália Carrascalão.

Através da deputada de origem timorense, Francisco Guterres pediu aos «irmãos» que vivem «neste lado da Europa» para que contribuam para o desenvolvimento de Timor-Leste.

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem