As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Cabo Verde, Portugal e Canárias juntam-se para desenvolver turismo
- 12-Nov-2003 - 21:00

Cabo Verde, Portugal e a região autónoma das Canárias (Espanha) celebraram hoje um acordo de cooperação no âmbito do processo de desenvolvimento turístico integrado das ilhas cabo-verdianas do Maio e Boavista.


O documento, subscrito por institutos públicos dos três países, é o primeiro que une as três partes que têm cooperado com Cabo Verde no desenvolvimento de estudos para o aproveitamento da vocação turística daquelas ilhas.

Para Georgina Mello, presidente do Centro de Promoção Turística, do Investimento e das Exportações de Cabo Verde (PROMEX), que rubricou o documento pela parte cabo-verdiana, o acordo representa um "relançamento da cooperação" e vem permitir uma melhor execução dos acordos celebrados por cada uma das partes.

"Agiliza as relações e confere um novo ritmo à cooperação", sublinhou, frisando que no próximo ano serão já visíveis os seus resultados, quando se realizar o segundo fórum para o desenvolvimento turístico das ilhas do Maio e Boavista.

No âmbito de um acordo de parceria entre os governos português e cabo-verdiano celebrado em Dezembro de 2001, Portugal comprometeu-se a realizar o levantamento cartográfico aéreo das duas ilhas para o disponibilizar em suporte digital, gastando para o efeito cerca de 450 mil euros.

A elaboração do cadastro digital insere-se num projecto mais vasto para todo o arquipélago cabo-verdiano, que se inicia em breve, em que Portugal irá despender 1,8 milhões de euros.

Para Teresa Seixas Nunes, membro do conselho directivo do Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento (IPAD), que assinou hoje o acordo, o projecto de cartografia digital "é um bom contributo, do ponto de vista estruturante, para o governo cabo-verdiano".

Desde a celebração do primeiro acordo, em Fevereiro de 2002, a parte espanhola, através da PROEXCA (Sociedad de Promoción Exterior de Canarias), pôs à disposição 300 mil euros para o desenvolvimento de estudos, nomeadamente sobre a capacidade turística (número máximo de camas) das duas ilhas.

Luís Padilla Macabeo, vice-presidente do PROEXCA, que hoje subscreveu o documento, assinou também com o PROMEX um Acordo de Cooperação Transnacional para assegurar o financiamento da segunda fase da cooperação referente às ilhas do Maio e Boavista.

O representante espanhol explicou que o montante adicional de financiamento ascende a 500 mil euros e visa a candidatura a fundos da União Europeia, no âmbito do INTERREG III B, programa destinado às regiões autónomas das Canárias, Açores e Madeira.

O acordo hoje subscrito será acompanhado por uma Unidade Técnica Especial (UTE), composta por representantes das três partes.

As partes comprometem-se a desenvolver conjuntamente planos e estudos que ajudem à tomada de decisões para o desenvolvimento turístico integrado das ilhas do Maio e Boavista.

A criação de um cadastro completo sobre a situação jurídica e de ocupação dos terrenos das duas ilhas, bem como a elaboração de planos de ordenamento do território e planos urbanísticos enquadram-se igualmente no âmbito do acordo.

Até ao final deste ano deverá ser aprovada pelo governo cabo- verdiano uma sociedade de desenvolvimento turístico, com o envolvimento das partes, cuja finalidade será a de promover o desenvolvimento de infra-estruturas nas duas ilhas.

O PROMEX, que até agora investiu neste projecto 160 mil euros, compromete-se a envolver outros parceiros, nacionais e estrangeiros, que possam contribuir para a concretização dos objectivos do acordo.

Portugal e o Governo Autónomo das Canárias assumem o compromisso de envolver entidades e agentes económicos no projecto de desenvolvimento turístico integrado das duas ilhas.

Maio e Boavista, que nos últimos tempos têm despertado a atenção de investidores turísticos estrangeiros, especialmente italianos e alemães, caracterizam-se por possuírem belas e extensas praias de areia branca.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem