As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Dia da Erradicação da Violência Contra Mulher
- 25-Nov-2003 - 18:45

O Instituto da Condição Feminina (ICF) de Cabo Verde indicou que a roblemática da violência contra a mulher no país é cada vez mais um assunto da esfera pública, quando no passado era uma questão de âmbito praticamente familiar.


Um estudo do ICF, divulgado por ocasião do Dia Internacional para a Erradicação da Violência hoje, revela que actualmente já fala mais do assunto, ao passo que "antigamente as coisas ficavam ao âmbito familiar".

A pesquisa demonstra que "actualmente a sociedade estimula as pessoas a defenderem os seus direitos e as mulheres mostram-se mais corajosas, mais desinibidas e com maior predisposição para essa luta".

O estudo alerta, no entanto, para o facto da sociedade cabo-verdiana estar a tornar-se mais agressiva.

Em Cabo Verde, à semelhança da maioria dos países, o risco duma mulher ser agredida em sua casa pelo pai dos seus filhos, marido, companheiro ou ex-companheiro, é 9 vezes maior do que o de sofrer >uma agressão na rua, indica o estudo.

O documento do ICF aponta quatro formas de violência com a mais praticadas contra as mulheres em Cabo Verde: a física, a psicológica, a sexual e a doméstica.

A violência física pode ter vários graus de gravidade, desde simples arranhões a hematomas, golpes com armas que em alguns casos podem levar à morte.

A violência psicológica caracteriza-se pelo desrespeito dos direitos, como a liberdade de pensamento, acção ou decisão, humilhações quotidianas, desvalorização sistemática e infidelidade.

A violência sexual caracteriza-se, entre outros aspectos, pelo incesto e prostituição.

No entanto, a violência considerada "a mais grave, a mais comum e a que fomenta em maior escala a violência contra a mulher é aquela que está escondida em casa", precisa ainda o estudo do ICF.

O consumo excessivo de álcool, a dependência económica da mulher e a dominação do homem são apontadas como as principais causas da violência doméstica.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem