As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Assinatura de protocolo com Moçambique vai aprofundar laços históricos
- 30-Nov-2003 - 19:00

A assinatura do protocolo de cooperação entre os parlamentos de Angola e de Moçambique traduz a vontade dos seus representantes eleitos em aprofundar cada vez mais os laços históricos e de amizade que unem os dois povos.


Este foi o destaque da visita que o presidente da Assembleia Nacional, Roberto de Almeida, efectuou de 25 a 30 deste mês a Moçambique, com o propósito de tornar mais visível a cooperação parlamentar.

O acordo preconiza intercâmbio de experiências e de conhecimentos, através da troca de delegações, comissões especializadas, missões técnicas e informações, para além de incentivar consultas mutuas em matérias parlamentares e conexas de âmbito regional e internacional.

De três páginas, o documento irá vigorar por cinco anos renováveis, comprometendo-se as duas instituições em cooperar na base de solicitações reciprocas, em diferentes áreas, com destaque para a assessoria e formação profissional nos domínios de plenário, comissões parlamentares especializadas, gestão e administração de bibliotecas e centros de documentação e arquivo.

Prevê-se ainda apoio na promoção da capacidade do pessoal dos respectivos secretariados, sistemas de informação instantânea e troca de documentação e bibliografia parlamentar.

Está igualmente contemplado a criação de grupo de amizade parlamentar Angola-Moçambique, em ambos parlamentos, com o objectivo de aprofundar as relações de cooperação.

Para a materialização das acções previstas no protocolo, as partes decidiram criar grupos de trabalho que estabelecerão programas anuais de acções, em que constarão actividades concretas por realizar.

Entre a Comunidade dos Países Língua Portuguesa (CPLP), a Assembleia Nacional rubricou já acordos com os parlamentos de Cabo Verde e Portugal, estando previsto para os próximos tempos com São Tome e Príncipe.

No decurso da visita, a delegação parlamentar angolana composta pelos deputados Jacques Gala e Guilhermina Prata, do partido maioritário, Bento Kangulo (UNITA) e Anália de Vitória Pereira (PLD), inteirou-se do funcionamento dos diferentes comissões da Assembleia da República de Moçambique e a sua articulação com os restantes órgãos de soberania.

Como resultado das eleições de 1999, ganhas pela FRELIMO, o parlamento moçambicano é integrado 250 deputados, sendo 133, do partido no poder, e 117 da RENAMO-UNIÃO ELEITORAL. Nesse pleito eleitoral nenhum partido ou coligação conseguiu ultrapassar a barreira de cinco por cento a nível nacional.

Outro assunto que também mereceu a atenção dos deputados angolanos foi a realização de eleições autárquicas, em que Moçambique possui uma vasta experiência. As últimas ocorreram no passado dia 19 de Novembro.

E a propósito das mesmas, Roberto de Almeida felicitou o secretário-geral da FRELIMO, Armando Guebuza, pela vitória esmagadora obtida por este partido.

Apesar das fortes contestações do principal partido da oposição em Moçambique, a FRELIMO venceu em 29 autarquias, contra quatro da RENAMO-UNIÃO ELEITORAL.

Por outro lado, o líder do parlamento angolano foi recebido, em audiências separadas, pelo chefe de estado moçambicano, Joaquim Chissano, o primeiro ministro, Pascoal Mocumbi, e pelo presidente do Tribunal Supremo, Mário Bartolomeu Fumo Mangaze.

Esses encontros foram descritos por Roberto de Almeida como sendo de cortesia e de troca de informações reinantes nos respectivos países.

Enquanto isso e na qualidade de escritor, Roberto de Almeida visitou a sede da Associação dos Escritores Moçambicanos (AEMO), onde manteve uma conversa informal de mais de três horas com os escritores.

A delegação parlamentar angolana tomou ainda contacto com a realidade sócio-económico e cultural de Moçambique, tendo visitado as fábricas de fundição de alumínio MOZAL e o Porto de Matola, bem como deslocou-se a localidade turística do Bileme, distrito de gaza.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem