As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Directora da TV cabo-verdiana demite-se após três meses no cargo
- 10-Dec-2003 - 10:37

A jornalista Margarida Fontes
apresentou terça-feira a sua demissão do cargo de directora da
Televisão de Cabo Verde (TCV), cargo que exercia há pouco mais de três meses.


A demissão de Margarida Fontes, anunciada pelo jornal digital
"Paralelo 14", terá alegadamente resultado da sua discordância da
constituição da delegação da Rádio Televisão Cabo-verdiana (RTC) à Cimeira Mundial sobre a Sociedade de Informação, que decorre neste momento em Genebra, Suiça.

Segundo fontes próximas de Margarida Fontes, esta ter-se-á
indignado com o "secretismo" que envolveu a formação dessa delegação, integrada pelo administrador José Augusto Brito
(da área técnica) e pelo jornalista Fernando Carilho, director da Rádio de Cabo Verde (RCV), tendo ela tomando conhecimento da missão a Genebra através de terceiros.

Informações já vindas a público indicam que a directora
demissionária entendia que a reunião de Genebra, onde a delegação de Cabo Verde é encabeçada pelo Presidente da República, Pedro Pires, seria de carácter iminentemente informativo e não técnico.

Noticia-se igualmente que outras questões também estariam por
detrás da decisão de Margarida Fontes, nomeadamente "dirigismo"
do conselho de administração da RTC, subalternizando a TCV.

Aponta-se, a título de exemplo, a interferência da administração
da empresa proprietária das estações públicas de rádio e
televisão na indicação dos jornalistas que fizeram a cobertura do concurso Miss CEDEAO, na cidade do Mindelo, e dos prémios Kora Awards, em Joanesburgo (África do Sul).

Entretanto, uma outra fonte indica que Margarida Fontes, não
querendo criar instabilidade à TCV, neste período pré-eleitoral
em Cabo Verde tido como particularmente delicado, disponibiliza-se a garantir o "normal funcionamento" do órgão até que o presidente da RTC, Américo Nascimento, a substitua no cargo.

"Igualmente, ela garantirá a estabilidade da informação,
programação e produção até novas ordens, permitindo à
administração uma mudança de direcção com critério e ambiente
profissional", sublinha-se.

Margarida Fontes, licenciada pela Universidade Federal da Baía
(UFBA), em Salvador (Brasil), está à frente da TCV desde
Setembro na sequência da demissão do também jornalista Anatólio Lima, em Agosto último.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem