As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Prémio Inpharma de investigação distingue dois médicos cabo-verdianos
- 16-Dec-2003 - 14:30

Júlio Andrade, oftalmologista, e Maria do Céu Teixeira, alergologista, foram distinguidos segunda-feira em Cabo Verde com o Prémio Inpharma de Investigação, por trabalhos de pesquisa desenvolvidos no domínio da conjuntivite, doença que afecta muitos cabo-verdianos.


O prémio, de um valor pecuniário de 1 milhão de escudos cabo-verdianos (cerca de 9.000 euros), foi instituído pelos laboratórios Inpharma, com o objectivo de distinguir anualmente o melhor trabalho de investigação desenvolvido em qualquer ramo da medicina humana.

O trabalho de Júlio Andrade e Maria do Céu Teixeira foi escolhido de um lote de quatro obras concorrentes, apresentadas por médicos cabo-verdianas e pela médica russa Olga Borissovna, urologista que exerce a sua actividade profissional no arquipélago.

De acordo com Júlio Andrade, para quem a distinção é um "encorajamento à pesquisa científica", o estudo desenvolvido é "uma contribuição para o entendimento do fenómeno da conjuntivite que, aliado a outras patologias, afecta cinco por cento da população cabo-verdiana".

Segundo o cientista, o seu estudo procura "estudar as causas da incidência da doença, bem como definir a relação existente com várias outras patologias de foro oftalmológico de que padecem uma boa parte dos cabo- verdianos".

O Prémio Inpharma de Investigação foi instituído em parceria com a Ordem dos Médicos de Cabo Verde.

De acordo com o bastonário da Ordem dos Médicos de Cabo Verde, Luís Leite, a iniciativa veio "minimizar um pouco as condições extremamente penosas" em que, actualmente, a investigação científica é feita no país.

A cerimónia de entrega do prémio foi presidido pelo ministro da Saúde de Cabo Verde, que destacou "todo o esforço" do governo no sentido de "apoiar e encorajar" a investigação no domínio da medicina no arquipélago.

"Depois de resolvermos a questão da Carreira Médica Hospitalar, já no início de 2004, iremos trabalhar afincadamente na definição da Carreira Médica de Investigação", prometeu Basílio Mosso Ramos.

Os laboratórios Inpharma são uma empresa de capital luso-cabo-verdiano, que trabalha na produção e comercialização de medicamentos e que, actualmente, domina o mercado cabo-verdiano do sector.

A empresa já exporta para Angola, onde prevê aumentar, a curto prazo, o seu volume de negócios, estando igualmente a preparar-se para entrar noutros mercados africanos lusófonos e no da Comunidade Económica dos Estados da África do Oeste (CEDEAO).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem