As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Construção da primeira barragem do arquipélago arranca em Janeiro
- 19-Dec-2003 - 18:03

A construção da primeira barragem de retenção de águas pluviais de Cabo Verde deverá começar em Janeiro, prevendo-se que esteja concluída em Agosto de 2004, antes do início da época das chuvas, anunciou o governo cabo-verdiano.


O Conselho de Ministros cabo-verdiano aprovou quinta-feira o projecto definitivo apresentado por técnicos chineses, que vão construir a infra-estrutura com financiamento integral do governo de Pequim, num valor total de cerca de 15 milhões de dólares (12,1 milhões de euros).

O governo do arquipélago deu assim "luz verde" à concretização de uma das obras que terá "maior impacto na vida das populações, em toda a história de Cabo Verde", de acordo com o ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Arnaldo Andrade.

"Trata-se da materialização de um sonho antigo dos cabo-verdianos, que vão deixar de ver milhões de toneladas de água escorrer para o mar todos os anos, sem qualquer utilidade", disse.

Arnaldo Andrade precisou que a barragem, que se localizará em Poilão, concelho de Santa Cruz, na ilha de Santiago, vai reter anualmente "entre 1,2 a 1,7 milhões de metros cúbicos de água, que passarão a ser utilizados para os mais diversos fins".

Segundo Arnaldo Andrade, a construção da infra- estrutura vai dar origem a uma albufeira cujo tempo de vida útil será de "mais de 150 anos", prevendo-se que esse lago artificial venha a "redinamizar drasticamente toda a realidade económica e social" da região.

Arnaldo Andrade não quis adiantar a estimativa do número de pessoas que irão beneficiar, directa ou indirectamente, da construção da barragem, mas dados fornecidos anteriormente por outras entidades apontam para "vários milhares".

Arnaldo Andrade apenas fez uma análise parcial, considerando que qualquer pessoa que disponha de, pelo menos, meio hectare de terreno na zona ou nas localidades ribeirinhas terá garantidas "condições mais do que suficientes para a sua sobrevivência".

A quantidade de terrenos a irrigar está calculada em cerca de quatrocentos hectares, mas o ministro estimou que se esperam "outros impactos positivos", nomeadamente a "criação de um microclima, o desenvolvimento da pecuária e o aparecimento de novas actividades proporcionadas pela albufeira".

No entanto, os impactos começarão antes, uma vez que, segundo Arnaldo Andrade, "como se prevê que a construção seja feita em regime intensivo, vai criar, no imediato, milhares de postos de trabalho".


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem