As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Escolarização básica em busca de qualidade
- 20-Dec-2003 - 14:28

A situação de Cabo Verde em matéria de escolaridade básica obrigatória tem um forte défice de qualidade que é "necessário colmatar", defendeu o ministro da Educação cabo-verdiano, Victor Borges.


Victor Borges falava, sexta-feira à noite, na cerimónia de apresentação do relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), que estabelece as perspectivas e aponta as metas a atingir no ano de 2004, com vista à materialização dos Objectivos do Milénio.

Comparativamente aos dados do documento apresentado referentes à África sub-sahariana, onde apenas 57 raparigas e 62 rapazes em cada 100 frequentam o ensino básico, a situação em Cabo Verde está praticamente nos valores dos países industrializados, com 95 por cento de raparigas e 96 por cento de rapazes na escolarização básica.

Para o governante cabo-verdiano, se os indicadores referentes ao arquipélago "dão satisfação, no que diz respeito à quantidade, o mesmo "já não acontece quando a análise incide sobre a qualidade".

O ministro considerou que este é um dos "grandes desafios" do país para os próximos anos, indicando, para dar uma ideia da dimensão do problema, que "56 por cento das crianças do ensino básico apresentam dificuldades de produção de textos escritos e 54 por cento têm problemas na realização de operações matemáticas.

"Estes dados constituem uma forte interpelação ao sistema, por mostrarem que, não obstante os fortes investimentos feitos na educação desde a independência (em 1975), continua a colocar-se a questão da qualidade", observou Victor Borges.

Como elemento fulcral das soluções que estão a ser materializadas, Victor Borges apontou a qualificação dos docentes e a sua redistribuição, num processo em que são "privilegiadas as zonas ou regiões onde o problema se faz sentir com maior acuidade".

Trata-se, segundo o ministro, de uma "luta surda" que se está a travar no quotidiano, tendo em conta a apetência dos quadros para serem colocados nos centros urbanos, mas que o ministério "vai conseguindo à custa de muita persistência".

O relatório sobre a Situação Mundial da Infância em torno do tema "Meninas, Educação e Desenvolvimento", foi apresentado pela representante daquele organismo em Cabo Verde, Bintou Keita.

De acordo com aquela responsável, a equidade na educação, que a comunidade internacional espera conseguir até 2015, é "condição fulcral para que se realize o objectivo fundamental do milénio", que é a erradicação da pobreza.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem