As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Consulado em Maputo foi despejado
- 25-Dec-2003 - 15:07

O consulado de Cabo Verde na capital moçambicana foi despejado das instalações onde funcionava, por ordem do Tribunal Judicial da cidade de Maputo, devido a uma alegada falsificação do título de propriedade.


O tribunal emitiu uma ordem de despejo do edifício, situado num dos bairros de luxo da capital, a favor de um moçambicano, que intentou uma acção judicial reivindicando a propriedade da casa.

Luísa Fernandes, a presidente da comunidade cabo-verdiana em Maputo, cujos serviços funcionavam naquelas instalações, qualificou de "anormal" a decisão do tribunal, por supostamente não ter seguido os trâmites processuais legalmente exigidos para o despejo.

Luísa Fernandes, que estava no interior do consulado quando se procedeu à evacuação forçada, indicou que os serviços consulares não foram notificados pelo tribunal sobre a decisão.

"Foi uma ordem que nos colheu de surpresa, não tivemos tempo sequer de arrumar adequadamente os nossos pertences", sublinhou.

Segundo a mesma responsável, o consulado já solicitou a intervenção do presidente de Cabo Verde, Pedro Pires, que "se comprometeu a intervir para a solução do caso".

Luísa Fernandes explicou que o consulado de Cabo Verde obteve do Banco de Moçambique, em 1979, em troca das instalações onde funcionava antes, a casa de onde agora foi forçado a sair.

Em Moçambique, vivem mais de dois mil cabo-verdianos, metade dos quais residem na capital do país.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem