As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Maria das Neves defende investimento na educação
- 13-Jan-2004 - 19:08

A primeira-ministra de São Tomé e Príncipe, Maria das Neves, defendeu hoje ser necessário investir na educação para garantir a consolidação da democracia e o desenvolvimento socioeconómico do arquipélago.


Maria das Neves falava na abertura da conferência dos ministros da Educação dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e da Guiné-Equatorial, dedicada à melhoria da qualidade de ensino naquela sub-região africana.

"Em São Tomé e Príncipe, acreditamos que o investimento nos nossos recursos humanos é a melhor via para garantirmos a consolidação da nossa jovem democracia, o desenvolvimento económico e social e a realização das aspirações individuais de cada cidadão", disse Maria das Neves.

Tendo em conta a melhoria do ensino no arquipélago e nos restantes países da região, Maria das Neves apontou as infra- estruturas básicas, a qualificação dos recursos humanos e a valorização da carreira docente como áreas prioritárias para intervenção numa perspectiva de desenvolvimento.

"Talvez seja tempo de privilegiarmos a qualidade e eficácia, diminuindo a quantidade de acções que programamos, de maneira a estar em condições de fazer balanços mais positivos das decisões já tomadas" disse Maria das Neves.

"Os nossos países precisam de mais apoio sustentado, mais coordenação entre as diversas instâncias de financiamento, mais eficácia na realização dos projectos", afirmou.

Além de ter considerado que a educação é um "poderoso" instrumento transformador da sociedade, Maria das Neves congratulou-se com a estratégia de se adoptar o ensino primário obrigatório para todos até 2015 no espaço dos PALOP (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe) e na Guiné-Equatorial.

Maria das Neves reconheceu que não existem soluções fáceis e rápidas para os problemas sociais, culturais e políticos que afectam aqueles países e manifestou-se convicta que a educação poderá ajudar a encontrar soluções para algumas questões da actualidade nesta sub-região africana.

Além da primeira-ministra são-tomense, estiveram ainda presentes na abertura da conferência o director-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), o japonês Koichiro Matsuura, o secretário executivo- adjunto da CPLP, o moçambicano Zeferino Martins, e representantes dos ministérios da Educação do Brasil, Portugal e Timor-Leste, na qualidade de observadores.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem