As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Centro Cultural Franciscano presta homenagem a Bonga
- 14-Jan-2004 - 18:25

O músico angolano Bonga vai ser homenageado a partir de sexta-feira em Lisboa, numa iniciativa que o cantor acarinha por "reoxigenar uma carreira de 31 anos que ficou esquecida em Portugal".


A homenagem terá lugar no Centro Cultural Franciscano (CCF), no âmbito de um projecto dedicado à cultura africana, e integra uma conferência, projecções de um filme biográfico, concertos e entrevistas, bem como um concerto do músico no dia 31 de Janeiro.

"Esta é uma iniciativa para premiar um músico com mais de 30 anos de carreira e promover a cultura lusófona em Portugal", afirmou à Agência Lusa Teresa Lousa, responsável pelo ciclo de cultura africana do CCF.

No entender da responsável, esta homenagem justifica-se porque "Bonga é um símbolo da música angolana e africana e em Portugal não lhe dão tanta importância como no estrangeiro".

Aos 61 anos de vida e com mais de três décadas de carreira, Bonga afirmou à Lusa que esta é a primeira homenagem que lhe fazem em Portugal e que vai "oxigenar uma carreira que ficou esquecida".

"Com o sucesso que os meus álbuns têm lá fora, estou zangado com as rádios que não passam música africana e com os políticos que falam de lusofonia e depois pouco fazem", criticou o músico.

Apesar de se sentir honrado com a iniciativa, Bonga sublinhou que é o público que lhe dá alento: "se o público não me acarinhasse já tinha arrumado as botas".

A homenagem arranca sexta-feira com uma conferência onde estarão presentes personalidades como o embaixador de Cabo Verde em Portugal, Onésimo Silveira, David Borges, da RDP África, e Ana José Charrua, da editora Lusáfrica.

Entre os dias 21 e 29 serão exibidos o filme biográfico "Bonga, em Nome da Liberdade", de Dom Pedro, o filme do concerto de Bonga em Vince, em 2002, e excertos de entrevistas e espectáculos do músico.

A homenagem termina no dia 31 com um concerto do músico.

Dividindo-se entre Lisboa e Paris, Bonga tem prevista a edição em DVD e CD do concerto retrospectivo que deu no Barreiro em Setembro, concertos nos Estados Unidos e Canadá em Março e Abril e, no final do ano, a gravação de um novo álbum.

Bonga é um dos mais conhecidos representantes da música popular e tradicional angolana, com dezenas de álbuns editados em diversos países, entre os quais "Kaxexe" (2003).

Natural de Quipiri, perto de Luanda, Bonga (José Adelino Barceló de Carvalho) fundou na adolescência os grupos folclóricos Kissueia da Banga e Kibandas do Ritmo.

Em Lisboa, onde chegou em 1966, ainda antes de ser conhecido pelo seu nome artístico, Bonga triunfou nas pistas de atletismo com a camisola do Benfica.

Na década de 1970, já na Holanda, editou o primeiro álbum, "Angola 72", assumindo o nome de Bonga Kuenda e cantando contra a guerra colonial e o sofrimento do povo angolano.

Mesmo depois da independência de Angola, Bonga manteve a mensagem de paz e democracia, esteve próximo do MPLA e também de Jonas Savimbi, da UNITA.

A sua vasta discografia integra outros trabalhos como "Reflexão" (1988), disco de platina em Portugal, "Paz em Angola" (1991), "Kandandu" (1996) e "Roça de Jindungo" (1997).


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem