As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Laboratório Inpharma lança II prémio de investigação científica
- 17-Jan-2004 - 19:43

O laboratório Inpharma, indústria farmacêutica, lançou hoje mais um prémio de investigação científica. A iniciativa que é uma parceria do Inpharma e da Ordem dos Médicos visa incentivar a investigação no ramo da medicina humana como forma de ajudar a saúde em Cabo Verde.


Conhecidos os vencedores do “prémio Inpharma 2003”, aquele laboratório vai promover o II prémio do género realizado em Cabo Verde. E se o concurso anterior pecou pelo escasso tempo imposto aos eventuais investigadores este ano vão ter mais 10 meses para debruçar-se sobre os seus trabalhos.

Daí os organizadores acreditarem que com esse novo “timing” alargaram o universo de concorrentes que são todos os médicos inscritos na Ordem.

De acordo com o director geral, Paulo Lima “no prémio anterior os investigadores tiveram um prazo de 8 meses. Este ano, o tempo para a elaboração vai ser maior, até Outubro, e deve contar com mais participantes”.

É que no prémio anterior só participaram 4 médicos num universo de “quase cem médicos”.

Entretanto, não é só no “prémio Inpharma” que aquele laboratório pretende investir, também quer organizar jornadas médicas trazendo técnicos de fora, tudo isso em parceria com a Ordem dos Médicos... E, quem sabe, financiar investigações e projectos particulares.

Ainda de acordo com Paulo Lima, a Inpharma também já assinou um protocolo com a Universidade Jean Piaget para apoiar projectos de investigação na área das ciências farmacêuticas.

As duas visões pretendem, desse modo, incentivar e orientar as pesquisas para a descoberta de plantas autóctones com propriedades curativas.

É que Lima acredita que incentivos do tipo não devem resumir-se unicamente ao papel do Estado. Até porque a empresa só tem a ganhar com a descoberta as quais só terá de adaptar à saúde dos cabo-verdianos

O prémio Inpharma, no valor de um milhão de escudos, vai ser atribuído ao melhor trabalho cabo-verdiano de investigação, referente a qualquer ramo da medicina humana e relacionado com a problemática da saúde em Cabo Verde, enviado à Ordem dos Médicos de Cabo Verde.

Os trabalhos poderão ser realizados individualmente ou em grupo.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem