As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 toda a lusofonia aqui
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cabo Verde
Desrespeito generalizado dos direitos humanos
- 26-Feb-2004 - 20:06

A Guiné-Bissau registou, no ano passado, abusos generalizados dos direitos humanos, incluindo o uso da tortura, de acordo com o relatório anual do Departamento de Estado norte-americano.


No documento, divulgado na quarta-feira em Washington, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, outros dois Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), apresentam situações bastante diversas, apenas com problemas "em algumas áreas".

Já em Angola e Moçambique, igualmente visados no relatório, a situação dos direitos humanos é considerada "pobre", sendo atribuídos às forças de segurança angolanas "assassínios ilegais, desaparecimentos, torturas e violações", enquanto as autoridades moçambicanas são acusadas de contemporizarem com condições prisionais desumanas.

No tocante à Guiné-Bissau, o Departamento de Estado acusa as forças de segurança guineenses de recorrerem a "agressões e maus tratos físicos", salientando que "a impunidade dos responsáveis continuava, no ano passado, a ser um problema".

Sublinha, contudo, que os abusos "caíram notoriamente" desde o golpe de Estado de 14 de Setembro de 2003.

Outros problemas detectados na Guiné-Bissau, segundo o relatório, dizem respeito às "prisões arbitrárias, incluindo líderes da oposição, jornalistas, activistas dos direitos humanos e sindicalistas".

O Departamento de Estado norte-americano acusa também o governo da Guiné-Bissau de violar "os direitos de privacidade dos seus cidadãos" e de impor "restrições à liberdade de expressão e de informação para intimidar os media".

Em relação a Cabo Verde e São Tomé e Príncipe, o relatório norte-americano diz que os direitos humanos dos cidadãos são "na generalidade" respeitados, embora "haja problemas em algumas áreas".

Os problemas notam-se, essencialmente, na lentidão do sistema de justiça, nas "duras" condições das prisões dos dois países e na "violência e discriminação contra as mulheres".

O trabalho infantil é outro dos problemas apontados no relatório, que refere que o governo cabo-verdiano "raramente" fez aplicar as leis que proíbem o trabalho a menores.

Ainda no que diz respeito à violência e discriminação das mulheres, o relatório refere que em São Tomé e Príncipe este problema está generalizado, enquanto em Cabo Verde, apesar dos esforços do governo, os "valores sociais e culturais de longa data" fazem com que poucas vítimas se queixem das agressões.

Salienta, contudo, que "a notificação deste tipo de crimes à polícia continuou a aumentar durante o ano passado".

Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Web Design Portugal Algarve por NOVAimagem