As Notícias do Mundo Lusófono
 Notícias de Angola Notícias do Brasil Notícias de Cabo Verde Notícias da Guiné-Bissau Notícias de Moçambique Notícias de Portugal Notícias de São Tomé e Príncipe Notícias de Timor Leste
Ir para a página inicial de Noticias Lusofonas desde 1997 director: Norberto Hossi
 Pesquisar
 
          em   
 Notícias

 » Angola
 » Brasil

 » Cabo Verde
 » Guiné-Bissau
 » Moçambique
 » Portugal
 » S. Tomé e Príncipe
 » Timor Leste
 » Comunidades
 » CPLP
 
Informação Empresarial
Anuncie no Notícias Lusófonas e divulgue a sua Empresa em toda a Comunidade Lusófona
 Canais


 » Manchete
 » Opinião
 » Entrevistas
 » Cultura
 » Desporto
 » Comunicados
 » Coluna do Leitor
 » Bocas Lusófonas
 » Lusófias
 » Alto Hama

 » Ser Europeu

Siga-nos no
Siga o Notícias Lusófonas no Twitter
Receba as nossas Notícias


Quer colocar as Notícias Lusófonas no seu site?
Click Aqui
Add to Google
 Serviços

 » Classificados
 » Meteorologia
 » Postais Virtuais
 » Correio

 » Índice de Negócios
 
Venha tomar um cafezinho connoscoConversas
no
Café Luso
 
  Cultura
Palácio de Ferro, em Luanda, vai acolher Museu dos Diamantes
- 8-Mar-2004 - 14:25

O Palácio de Ferro, edifício construído no século XIX e único em Angola, que se encontra em adiantado estado de degradação na baixa de Luanda, vai ser recuperado tendo em vista a instalação do futuro Museu dos Diamantes.


"Pretendemos transformar este edifício, que é património cultural, num museu de diamantes", disse Sebastião Panzo, da ENDIAMA (Empresa Nacional de Diamantes de Angola).

A intenção da ENDIAMA coloca um ponto final num processo que se arrasta há vários anos tendo em vista definir o futuro do Palácio de Ferro, degradado de forma acentuada devido à ausência de obras de conservação.

Actualmente, o edifício encontra-se praticamente abandonado, funcionando o terreno que o circunda como parque de estacionamento na congestionada baixa de Luanda.

O Palácio de Ferro, concebido em 1885, foi construído para a Exposição Mundial de Paris de 1901, sendo atribuído a Gustavo Eiffel, apesar de não existirem provas da sua autoria.

Trata-se de uma peça notável da arquitectura colonial, testemunho da chamada Revolução Industrial, que se reflectiu nos sistemas construtivos tradicionais com a introdução dos metais e das obras pré-fabricadas, como é o caso deste imóvel.

Ao longo dos anos, o Palácio de Ferro albergou serviços como a Junta Provincial de Exportação de Angola, o Instituto de Assistência Social de Angola, a Secretaria de Estado dos Assuntos Sociais e a Direcção Nacional de Artes, tendo sido classificado como monumento histórico em Janeiro de 1975.

Agora surge a possibilidade de ser transformado em Museu dos Diamantes, numa iniciativa da ENDIAMA, que pretende criar um espaço onde as pessoas possam tomar contacto com todo o processo ligado a estas pedras preciosas, desde a produção até à comercialização.

O projecto da ENDIAMA prevê ainda, segundo Sebastião Panzo, a construção de uma fábrica de lapidação de diamantes no terreno anexo ao Palácio de Ferro.

Tudo isto "sem que seja alterado o traçado original do edifício", assegurou Sebastião Panzo, salientando que a ENDIAMA espera que o Ministério da Cultura aprove este projecto.

"Acreditamos que os interesses nacionais vão falar mais alto, porque consideramos que a actividade diamantífera é marcante para Angola", afirmou, numa alusão ao facto de ser também conhecido o interesse de algumas entidades estrangeiras na reabilitação do Palácio de Ferro.

Um desses interessados, segundo informações avançadas pela imprensa angolana, seria o governo francês, que, através da sua embaixada em Luanda, teria manifestado a intenção de reabilitar o imóvel.

"Este é um edifício que foi concebido por um arquitecto francês. Talvez seja por essa ligação histórica que os franceses estejam interessados em reabilitar o Palácio de Ferro, para homenagear o arquitecto Gustavo Eiffel", salientou Sebastião Panzo.

O chefe do Departamento de Monumentos e Sítios do Instituto do Património Cultural, Damião Moniz, confirmou a existência da proposta feita pela ENDIAMA, considerando-a positiva.

"Nós temos conhecimento dessa proposta e esperamos que as coisas corram bem", disse Damião Moniz, lamentando que o Palácio de Ferro, classificado como património cultural, se encontre num "estado avançado de degradação".

"A proposta de reabilitação é bem-vinda, desde que não se altere o formato original do Palácio de Ferro", salientou Damião Moniz.


Marque este Artigo nos Marcadores Sociais Lusófonos




Ver Arquivo


 
   
 


 Ligações

 Jornais Comunidades
 
         
  Copyright © 2009 Notícias Lusófonas - A Lusofonia aqui em primeira mão | Sobre Nós | Anunciar | Contacte-nos

 edição Portugal em Linha - o portal da Comunidade Lusófona Criação e Alojamento de Sites Algarve por NOVAimagem